Existem muitos programas que prometem garantir o retorno dos seus arquivos não importa o que aconteça. Estes são os programas para backup, um tipo de aplicativo dedicado à restauração das suas imagens, músicas, textos e arquivos em geral. Mas, com toda esta quantidade de programas que existe na rede, como saber qual é o melhor deles? O que um programa de backup deve ter para ser considerado como um “bom programa”? O Baixaki fez uma comparação entre programas completamente gratuitos e versões de teste de programas pagos para esclarecer estas questões.
Primeiro, vamos conhecer nossos desafiantes.

Cobian Backup

No canto esquerdo, defendendo o time dos programas de backup gratuitos, está o Cobian Backup. Com mais de 132 mil downloads no Baixaki, ele oferece dois tipos de compactação do seu backup – ZIP e SQX. Além disso, você pode enviar estes arquivos compactados diretamente para um servidor FTP, basta configurá-lo nas opções de servidor remoto do Cobian. Para acessá-las, clique em “Ferramentas” e depois em “Cliente Remoto”. Nesta janela, você pode configurar seu próprio servidor para receber seus arquivos compactados de backup. Clique em “Favoritos” e depois em “Acrescentar favorito” para criar um novo endereço de FTP.

O Cobian Backup possui agendamento de tarefas, ou seja, você pode determinar qual é o melhor horário para fazer cópias de segurança dos seus arquivos e configurações de sistema. Elas podem ser diárias, semanais, mensais, anuais ou apenas únicas. Para os usuários que gostam de separar seus arquivos manualmente, o Cobian Backup também oferece esta possibilidade e vai além. Ele também permite arrastar arquivos, pastas e unidades para a área de seleção de backup do próprio programa.

Outra vantagem do Cobian é a possibilidade de criar tarefas específicas tanto antes quanto durante ou até mesmo depois do backup. Para citar um exemplo bastante simples da importância deste tipo de tarefa é que alguns programas podem travar e prejudicar o andamento do seu backup, ou até mesmo impedi-lo dependendo do aplicativo que está sendo executado. Para configurar estas opções, crie uma nova tarefa e selecione “Eventos” nesta janela e determine o que você deseja fazer – pausar, fechar ou abrir programas.

Norton Ghost
 
Do outro lado do ringue, representando a equipe dos programas gratuitos para teste, está o consagrado Norton Ghost. O programa da família do antivírus mais famoso da história defende o nome da família e tem a credibilidade como contraponto ao fato de ser pago. Ele perde apenas pelo fato de ser uma versão de testes e por causa disso, disponibilizar apenas algumas das suas funções. Um ponto extremamente positivo do Norton Ghost está na capacidade de clonagem de discos para garantir a segurança dos arquivos. Por ter esta função, ele é compatível com mídias CD-R/CD-RW, DVD-R/DVD-RW, pen drives e outros dispositivos USB, bem como outras unidades de armazenamento como o Iomega Zip e Jaz.

O Norton Ghost prova que não está de brincadeira. Ele faz o backup do seu computador inteiro e ainda é capaz de restaurá-lo por completo. Mas nem tudo se resume a uma questão de tempo. Neste caso, o tempo fica dependente da quantidade de arquivos e o tamanho deles. Quanto mais arquivos e quanto mais pesado eles forem, o tempo fica cada vez maior. Além disso, este programa recupera e restaura arquivos rapidamente, no caso de você ter deletado algum arquivo acidentalmente ou ele tenha sido apagado por algum erro do sistema.

Como todas as ferramentas da família Symantec, o Ghost também está sujeito ao Live Update para manter em dia as atualizações do produto. Esta ferramenta vai garantir que os seus backups estejam sempre de acordo com o figurino e não deixem nenhum arquivo importante de fora. Além disso, o Norton Ghost também possui a função para o agendamento de tarefas – o que permite prever quando será feita a próxima cópia de segurança. É importante programar estes backups para os horários em que você não está exigindo muito do seu computador. Do contrário, ele pode travar ou ficar muito lento por que a sobrecarga será proporcionalmente grande.

Gerenciando Tarefas

Outra característica do Norton Ghost é o seu gerenciamento de tarefas. Elas são bem definidas e é nesta tela que o usuário vai configurar seus filtros para backup. Estes filtros são nada mais do que uma espécie de aviso ao programa sobre o que vai entrar no pacote de backups e o que não vai. Com este programa você tem duas opções, copiar seu disco rígido inteiro ou apenas uma pasta – fica a seu critério saber qual deles é melhor. Ainda sobre os filtros, se você não encontrar o formato de arquivo nas listas do Norton Ghost, pode adicioná-lo. Lembrando que este desafiante do canto direito possui, também, um alerta de risco – isto é, um medidor de ameaças que futuramente podem comprometer a segurança do seu computador. Este medidor de risco possui três níveis: Elevado, Altíssimo e Extremo.

Este medidor de risco faz parte da programação de backups futuros. Por exemplo, você só fará um backup se houver uma ameaça ao seu computador, mas como saber que já é a hora? Não se preocupe, o Norton Ghost vai saber qual é o melhor momento e garantir a segurança dos seus arquivos. O programa também insiste em alertar para manter os backups fora do computador. A mídia mais recomendada para a garantia dos seus arquivos é um dispositivo USB. CDs e DVDs também são uma boa idéia, mas não são páreo para as memórias flash.  A velocidade com que o computador processa o backup também pode ser controlada, assim você é capaz de determinar a prioridade, quando é impossível deixar o computador no momento do backup.

Macrium Reflect Free

No banco de reservas do time dos gratuitos está o Macrium Reflect Free. Ele é tido como um dos melhores programas de backup entre os de graça e os pagos. Ele tem como vantagem o fato de produzir imagens para gravação em CDs, e inclusive imagens com boot de inicialização podendo restaurar um computador formatado a partir do disco criado pelo programa. Estas imagens produzidas pela Free Edition do Macrium Reflect passam por um critério de seleção de inicializador. Por exemplo, para os usuários de Linux, há uma opção para a criação de backup com boot compatível com o sistema operacional livre.

Para os usuários de Windows, exceto do Vista que não suporta este tipo de aplicação, há uma opção para um disco também. Esta opção Windows é válida apenas para as versões XP e Server 2003 do sistema operacional. Além disso, você pode escolher entre criar o CD logo de uma vez ou fazer apenas a ISO (imagem) dele. Para fazer a imagem, você não precisa ter o CD no momento em que está nesta operação; só vai gravá-lo quando achar necessário. Uma ferramenta muito útil que o Reflect possui, assim como os outros programas, é o agendamento de tarefas. Depois de configuradas as suas definições de agendamento de backup, o Reflect pede que você crie um nome de usuário e senha para autorizar a realização das tarefas agendadas. Sem estes dados, não será possível executá-las.

A restauração dos seus dados é feita a partir da imagem que você criou anteriormente. Para fazê-lo, clique em “Restore” na barra de ferramentas e em seguida “Restore Image”, fazendo isso você garante que o seu sistema voltará a ser o mesmo que está na imagem criada em algum momento. Assim como o Norton Ghost, o Reflect possui um sistema de atualização do programa ligado à internet, assim as novas alterações feitas no programa estarão sempre prontas para serem descarregadas no seu computador.


Neste caso é importante manter o programa atualizado para o caso de existirem novas formas de fazer cópias de segurança dos seus arquivos. Além de todas essas funções, o Reflect ainda verifica se os relatórios XML resultantes dos backups continuam íntegros, assim será possível retomar algum ponto anterior a partir deles também.

DFG Backup XP
 
Também no time dos programas que realizam backup de graça somente para testes, o DFG Backup XP tem algumas exigências. Uma delas é o fato de ele funcionar gratuitamente por apenas 21 dias, depois deste prazo será necessário registrar-se para ter o programa completo e funcionando. Outra das exigências é funcionar em todas as versões do Windows exceto a mais recente, o Windows Vista. O DFG tem seu desempenho otimizado em computadores que tenham o Windows XP. Mas nem tudo é exigência ou restrição. O DFG Backup XP também faz muitas concessões e permite várias formas de exportar o seu backup. Notam-se estas vantagens na exportação no próprio computador, envio por e-mail ou para um servidor FTP.

Este programa, assim como todos os outros, permite o agendamento de backups futuros. Para fazê-lo, clique na aba “Schedule” e depois clique na primeira aba de opções de agendamento, onde se lê “BackUp Scheduler”. Para criar novas tarefas, clique em “Add New” e configure da melhor maneira que encontrar. Nesta opção você pode orientar o DFG Backup XP para fechar programas e diversos outros executáveis de modo que eles não venham a interferir no andamento da cópia de segurança dos seus arquivos. Depois de criada esta tarefa e definida a sua periodicidade, você também pode configurar as maneiras de exportar o seu backup. Clique na aba “ZIP” para personalizar as opções de acordo com a sua necessidade. Caso você considere necessário, o DFG permite a criação de senhas de proteção nos seus arquivos de backup, de modo que só você e as pessoas autorizadas serão capazes de abrir e restaurar estes pacotes de arquivo.

Nesta aba você também pode definir o tamanho máximo de cada arquivo ZIP do seu backup, assim como o número de arquivo em cada pacote de backup. Ao lado direito desta janela, há duas opções para incluir no backup os arquivos referentes às contas de e-mail configuradas no Outlook. Clicando na aba “Options” (Opções), você pode escolher qual é o tipo de backup que deseja realizar neste momento. O DFG disponibiliza três opções de backup: Arquivos ZIP, Cópia do Arquivo e Arquivo Sincronizado.

Também define a freqüência com que este tipo de backup deve ser feito, diariamente, semanalmente ou mensalmente. Nesta mesma tela, também, é possível criar um filtro dos arquivos que deverão estar contidos no seu backup. Esta ferramenta é muito importante para que nada escape à sua cópia de segurança. Para adicionar novas extensões à lista, digite “*.MP3”, se você quiser fazer o backup de todas as suas músicas em MP3, por exemplo. Se você quiser garantir que não vai perder as suas fotos em JPG, inclua “*.JPG” na lista.

O contrário também é válido e está presente nesta tela de configurações. Você também cria uma lista de arquivos que não farão parte do seu backup. Lembre-se de escolher as extensões com muito cuidado, afinal você pode incluir algum formato que pode ser indispensável por engano ou descuido. Portanto, é muito importante prestar atenção nesta etapa. Ao contrário do Norton Ghost, quem define o que vai ou não vai para o backup, é você, o usuário. Na aba “Sources”, você marcará as caixas correspondentes aos diretórios, drives e arquivos que você achar que devem estar incluídos no seu backup. Pode ser um processo lento, mas garante que não haverá nada de diferente na sua cópia de segurança.

Quopia
 
Completamente em português, o Quopia é mais um representante dos softwares de backup gratuitos e tem a simplicidade como ponto forte. Este programa está longe de ser o mais arrojado ou sofisticado, mas tem um ponto positivo muito importante – não é um labirinto para o usuário. A interface dele é personalizável e tem botões auto-explicativos. Por exemplo, para criar o seu backup você primeiro deve determinar a data nos dois menus suspensos, em seguida, selecione os diretórios que você deseja fazer a cópia na janela da direita e em seguida clique no botão “Adicionar” para enviá-los para a janela da esquerda e ficarem listados no seu backup.

O Quopia é, até o momento, o programa de backup mais básico. Ele não oferece a criação de tarefas relacionadas aos programas externos como os outros softwares de backup já citados. Neste programa, criar uma tarefa significa, apenas, determinar que pasta ou arquivo será incluído no backup e não rotinas relacionadas a execução de programas ou prioridades em hierarquia. Contudo, ele também permite criar senhas para a proteção dos seus arquivos de backup já realizados. Para isso, acesse as configurações do Quopia e clique na aba “Criação”, depois marque a opção “Colocar Senha” e clique em “Salvar” para determinar a sua senha. Nesta aba você também pode determinar qual será o tamanho máximo dos arquivos ZIP criados pelo Quopia, eles podem ter de 64 até 4095 megabytes, tudo depende de onde você irá armazenar os arquivos de backup dos seus documentos e sistema.

Para restaurar os arquivos copiados, clique no botão “Restaurar” e encontre o destino correto para a aplicação deste recurso. Feito isso, tudo volta a ser como era antes. O processo de Restauração Expressa é ideal para os usuários que desejam restaurar mais de um arquivo ZIP de uma vez só – basta escolher quais são os arquivos e os destinos e dar a ordem ou agendar este processo. Uma das vantagens do Quopia é a possibilidade de gerar cópias de segurança de arquivos e diretórios de computadores da rede local também.

Goodsync

Finalizando o time de softwares gratuitos de backup, temos o Goodsync. Este programa é capaz de sincronizar e fazer backups em alguns minutos e tem uma interface simples e prática. A diferenciação destas duas funcionalidades do Goodsync é feita no momento da criação de um novo “Job”.  Clique em “Job”  (Trabalho/ Tarefa) na barra de ferramentas e em seguida em “New” (Novo) e selecione a opção “Backup”. Você nomeia esta tarefa e clicando no botão com um relógio, define as suas preferências como listas de inclusão e exclusão dos arquivos para o seu backup.

A conectividade com diversos meios externos é um dos pontos altos do Goodsync. O programa faz os backups a partir de servidores FTP, rede local, aplicativos com Windows Mobile e diversas outras formas de conexão. Assim como é possível fazer o backup dessas maneiras, o caminho inverso também é válido, ou seja, o seu backup pode ser enviado diretamente para o servidor FTP, rede local ou dispositivo móvel de onde ele veio. Para iniciar o seu backup, depois de criar uma nova tarefa (“Job”), clique em “Browse” no lado direito para escolher a origem do backup, e no mesmo botão do lado esquerdo para definir o destino do backup. Feito isso, clique em “Analyze” (Analisar) para iniciar o processo de cópia de segurança.

O programa ainda permite importar e exportar listas de “Jobs”, para o caso de você querer indicar para alguém quais são os arquivos e diretórios necessários para um backup eficaz ou então manter o controle do que está fazendo cópias. Se antes de fazer o backup você desejar atualizar seus arquivos, pode sincronizá-los praticamente da mesma maneira com que faria o backup. Para isto, crie uma nova tarefa e desta vez mantenha a primeira opção selecionada. Depois clique em “Browse” em ambos os lados para definir a pasta com os arquivos mais antigos e aquela que possui as versões atualizadas. Quando tudo já estiver definido, clique no botão “Sync” para sincronizar estes arquivos. Lembre-se que a lista de exceções e inclusões também é válida para as sincronizações feitas no Goodsync.

Ainda é possível agendar os períodos ideais para realizar sincronizações e backups. Clique no botão com o desenho do relógio. Quando abrir a janela de configurações, clique em “Auto” e clique no botão “Configure” para acessar a janela de configuração da periodicidade de tarefas a serem realizadas. Você pode determinar a data e/ou horário de início ou término de cada uma das suas tarefas.

Muito bem, caros leitores. O vencedor desta competição é você quem escolhe. Qual destes programas de backup atende melhor às suas necessidades? Faça o download e confira você mesmo os pontos altos e baixos de cada um deles. Lembrando que manter o hábito de fazer backups com freqüência garante menos sustos e reduz o nível de stress caso alguma coisa dê errado com o seu computador! Faça seus pelo menos uma vez ao mês, assim você não perderá tudo e seus arquivos estarão garantidos. Ao fim de tudo isso, podemos fazer um bom quadro comparativo de todos os programas vistos aqui. Acompanhe abaixo:


Até a próxima, baixanautas!!