No último final de semana, hackers tomaram controle sobre o site Linux Mint e disponibilizaram para download uma versão comprometida do sistema operacional. Disfarçado como o lançamento legítimo, o sistema operacional alternativo contém diversas brechas de segurança que permitem que uma pessoa tenha acesso completo à plataforma de forma remota.

Em seu blog oficial, os responsáveis pelo Mint afirmam que reconheceram rapidamente a invasão e tomaram passos para retificar a situação. No entanto, eles recomendam que todos aqueles que baixaram a distribuição no último sábado (20) devem deletar os arquivos e iniciar o processo de instalação a partir de sua etapa inicial.

A publicação afirma que as cópias modificadas fazem a conexão com o site absentvodka, ligado a um endereço de IP localizado na Bulgária. “O que não sabemos é a motivação por trás desse ataque. Se mais esforços forem feitos para atacar nosso projeto e se o objetivo é nos machucar, vamos entrar em contato com as autoridades e empresas de segurança para confrontar os responsáveis”.

Embora o download malicioso não esteja mais ativo, a página oficial do Linux Mint permanece fora do ar até o momento desta publicação. Aparentemente, o site só deve voltar a operar normalmente após uma investigação cuidadosa dos administradores da distribuição, que devem estar se assegurando de fechar quaisquer brechas que possibilitem um novo ataque.

Você já teve problemas com ataques de hackers? Comente no Fórum do TecMundo