O que é Gadget? E Widget, é a mesma coisa?

Muitas dúvidas a respeito dessas duas palavrinhas? Chegou a hora de dirimi-las.
  • Visualizações35.563 visualizações
Por Fabio Eduardo Amaral em 16 de Abril de 2009

Problemas com a tradução de algumas palavras sempre existiram e sempre existirão, que o digam os nomes de alguns filmes. Quando o termo faz parte do universo tecnológico, às vezes é melhor mantê-lo em seu idioma original para evitar empecilhos – como chamar os wares (software, hardware etc.) de wares, mesmo, e não chamar o mouse de “ratinho”.

Gadget e Widget são dois exemplos clássicos de termos que não foram traduzidos para facilitar sua compreensão. Mas há um problema: se já é difícil entender o conceito de algumas palavras e expressões quando elas estão em nossa língua nativa, imagine a dificuldade que existe, para algumas pessoas, em assimilar as que estão em línguas estrangeiras.

Inspector Gadget!

inspQuem é um pouquinho mais velho certamente se lembra do Inspetor Bugiganga, personagem de desenho animado que fez algum sucesso na década de 90 e que dispunha de diversos aparatos para solucionar os casos. Pois bem: seu nome original (em inglês) é “Inspector Gadget” – dessa forma podemos associar o termo Gadget com bugiganga, geringonça, enfim: uma espécie de apetrecho tecnológico.

Esse contexto nos permite entender a função que o termo ocupa nesse mundo (o tecnológico), qual seja: classificar um dispositivo complexo, desenvolvido com a melhor tecnologia disponível no momento e que tem por fim facilitar as tarefas de quem o utiliza. Equipamentos como iPhones, tocadores mp3 e PDAs são considerados Gadgets.


Já no universo da informática, Gadgets referem-se a miniaplicativos desenvolvidos para tornar mais simples a vida dos usuários – tanto no oferecimento de informações úteis quanto na melhoria de serviços pré-existentes. Os Google Gadgets são um ótimo exemplo.

Inspector Widget?

Muitas pessoas acham que Gadget e Widget significam a mesma coisa, o que é um equívoco. Apesar de ambos terem finalidade semelhante (simplificação), Widgets referem-se a programas (leves, na maioria das vezes) que se tornam “atalhos” para serviços e utilidades. Ao invés de acessar alguma página na internet a cada vez que quiser saber o clima da sua cidade ou checar a cotação de alguma moeda, que tal ter essas informações disponíveis diretamente na sua área de trabalho e em tempo real? Pois bem: basta instalar os Widgets correspondentes e voilà! Lembrando, ainda, que também existem Widgets para dispositivos móveis e para sites, com função análoga à dos para desktops.

Exemplo de área de trabalho repleta de Widgets.



Viu algum erro ou gostaria de adicionar uma sugestão para atualizarmos esta matéria?
Colabore com o autor clicando aqui!