Se você gosta de assistir a pegadinhas no YouTube, já deve ter visto algum vídeo do canal “Boom”. Caso você acompanhe esse pessoal, esta notícia não deve ser algo muito inesperado, já que boa parte das ações deles gera algum tipo de polêmica onde são feitas. A mais recente, realizada em Apucarana, no norte do Paraná, acabou rendendo cadeia para três integrantes do canal: Tiago Fonseca, Maicon Viana e Geovani Sancco.

Os três gravavam no centro da cidade uma simulação de roubo de uma BMW branca. Por conta disso, a polícia militar da região recebeu dezenas de ligações reportando a ação de “ladrões de carro”. A PM enviou três viaturas para o local, e, elas quando chegaram lá, as prisões foram realizadas.

Segundo o delegado da 17ª subdivisão policial, José Aparecido Jacovós, que conversou com o UOL, Tiago Fonseca já teve algumas passagens pela polícia, todas por razões similares. O grupo foi autuado por tumulto e perturbação do trabalho, contravenções previstas no Código Penal, que podem inclusive resultar em prisão de 15 dias a 6 meses. Normalmente, entretanto, a Justiça converte essas penas em atividades alternativas (trabalho comunitário, doações de cestas básicas etc.).

Pegadinha do malandro... Não, péra!

Quando foram abordados pela polícia, os youtubers revelaram que estavam gravando uma pegadinha para seu canal, o que teria gerado certa revolta entre os populares que observavam o caso. A BMW, modelo X1, estava registrada no nome de um empresário de Maringá, também no interior do estado, mas teria sido comprada há menos de 1 mês por Fonseca.

Os youtubers disseram ao UOL que devem comentar sobre o ocorrido em Apucarana em seu canal no próximo domingo, dia 13 de dezembro. Não se sabe se eles vão publicar a pegadinha em si ou apenas se pronunciar sobre o caso.

Você já viu alguém gravando uma pegadinha por aí? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: