Ainda não há um prazo para o início das atividades (Fonte da imagem: Reprodução/Übergizmo)

O YouTube pode estar se preparando para entrar no ramo da comercialização de músicas através de streaming e a venda propriamente dita de faixas. As informações são do Billboard, que afirma ter acesso a detalhes que dão conta de que as negociações com as gravadoras já estão bem avançadas.

Fora isso, o YouTube poderia se comportar como um player para Android, como já noticiamos ontem, permitindo ouvir apenas as músicas sem a necessidade de conferir os clipes. O YouTube poderia ainda armazenar as faixas dos clientes offline, para que seja possível ouvir o conteúdo mesmo sem uma conexão com a internet. Para tal, o app teria dois formatos para esse serviço, um sendo gratuito, com uma lista de músicas limitada, e outro pago, que daria acesso irrestrito ao usuário ao conteúdo. Os anúncios da plataforma seriam removidos.

O serviço de músicas do YouTube não ficaria restrito ao Android. Outras plataformas, como a web, também teriam uma versão do player. O preço esperado para usuário ter acesso ao conteúdo irrestritamente do YouTube é de US$ 9,90 mensalmente, o que o colocaria em concorrência direta com o Spotify.

Para tentar desviar a atenção dos curiosos, o YouTube declarou que está “sempre trabalhando em novas e melhores formas para pessoas aproveitarem o conteúdo da plataforma em várias telas e ainda dando aos parceiros mais oportunidades de chegar a seus fãs. Ainda assim, não há nenhuma novidade para ser anunciada nesse momento”.

Cupons de desconto TecMundo: