App mal viu a luz do dia e já teve asas cortadas. (Fonte da imagem: Reprodução/Windows Phone Store)

Não é de hoje que a Google tem transformado a história do YouTube no Windows Phone uma novela. O app sai e volta ao ar, é bloqueado e desbloqueado e assim por diante. Para escrever mais um capítulo, a Microsoft publicou recentemente a nova aplicação do YouTube na loja do WP8 e, para não perder o costume, a Google bloqueou o seu funcionamento em poucas horas.

A criadora do Android explica que tomou essa medida porque o app criado pela Microsoft ainda infringia os termos de serviço do YouTube. A empresa de Bill Gates teria feito um processo de engenharia reversa no sistema de anúncios da plataforma de vídeos, além de não ter aplicado as mudanças necessárias para promover uma “experiência completa” no serviço, segundo uma declaração da Google sobre o ocorrido.

Com mais esse episódio, a situação é no mínimo estranha, sendo que, da última vez que as empresas “brigaram” por conta desse assunto, elas tinham acordado em criar um app do YouTube para o WP8 em conjunto. Dessa forma, das duas uma: a Google não quis ajudar, deixando a parceira sozinha no desenvolvimento, ou a Microsoft tomou decisões sem informar o que estava fazendo com o app, que por sinal não saiu como a Google desejava.

O novo app do YouTube estava funcionando perfeitamente bem, até que travamentos começaram a ser percebidos por usuários. Microsoft e Google então confirmaram que o acontecido se deu por um bloqueio proposital. Não há informações sobre quando isso será normalizado, mas a Microsoft diz que já trabalha para resolver os problemas.

Cupons de desconto TecMundo: