E agora... O computador reiniciou!

Você está há horas diante do computador... Último chefe do jogo! Demorou, mas está quase acabando... Então, de repente a máquina é reinicializada por causa de uma atualização automática do Windows. Ou, em um caso mais corriqueiro você deixou a cadeira por dois minutos para pegar um café e, quando voltou, encontrou a tela de login.

Sim, todos já passaram por experiências “irritantes” com reinicializações do sistema após a instalação ou desinstalação de um programa ou uma atualização necessária. Embora acima as referências sejam de dois casos que normalmente estão relacionados às atualizações do Windows, isso também ocorre em outras situações. Mas, por quê?

Você já deve ter ouvido falar que o Windows utiliza DLLs (Dynamic Link Libraries) que contém informações dos programas e podem ser compartilhadas por mais de um programa instalado. Esse fato auxilia especialmente na agilização de aplicações, entretanto, quando algo novo acontece (como uma instalação ou desinstalação) elas podem precisar ser substituídas ou modificadas.

Embora os instaladores modernos procurem ser o mais eficientes na medida do possível, já que a maioria é capaz de efetuar uma integração profunda com o sistema. Isso faz com que algumas vezes eles precisem copiar arquivos, alterar Registros, compartilhar DLLs, entre outros procedimentos que acabam por necessitar da reinicialização.

Você pode mantê-lo aberto, mas uma inicialização será necessária!

Se o programa que você está instalando precisa copiar versões novas de arquivos que estejam em uso (por outro aplicativo, por uma versão anterior dele mesmo ou pelo sistema), é solicitado que você ou feche a aplicação em questão ou reinicie o computador ao final do processo. Isso não acontece somente com algo semelhante, você pode necessitar fechar o navegador para instalar um editor de imagens, por exemplo.

Por vezes, isso também ocorre quando você está desinstalando uma aplicação. Isso porque, na desinstalação, o sistema também necessita efetuar uma operação semelhante, precisando efetuar alterações de arquivos, atualizações no SO, etc..

Nesses casos, você tem duas opções: ou fecha o aplicativo que está “incomodando” o instalador ou o mantém em uso, porém reinicia o computador posteriormente.

O Windows precisa reiniciar o sistema para completar a atualização

Se você efetuou uma nova instalação do Windows, um componente do sistema (como um Service Pack) ou uma atualização feita pelo “Windows Update” (apenas atualizações críticas), também precisa reiniciar o computador. Isso ocorre porque ele precisa “escrever” o que foi alterado nos Registros de sistema e atualizar DLLs.

Sistema atualizando

Sem que você reinicialize a máquina, é como se tudo o que foi feito ainda “não estivesse valendo”, pois as alterações são ativadas por meio dela. Por isso, às vezes, você não consegue instalar outros programas sem antes efetuar a reinicialização da máquina.

Mas eu só instalei um antivírus novo!

Como mencionado anteriormente, devido à integração que alguns programas têm com o sistema, eles acabam por fazer várias alterações e cópias de arquivos que são compartilhados. Atualmente, os desenvolvedores procuram criar instaladores autossuficientes, há casos em que alguma função do aplicativo necessita efetuar atualizações em DLLs para que a atualização seja ativada.

Então, uma reinicialização será necessária (tanto na instalação quanto na desinstalação). Um exemplo de programa que normalmente segue essa regra são os antivírus. Quando uma reinicialização é necessária, se você entrar nos registros do Windows (mais especificamente em HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\CurrentControlSet\Control\Session Manager) encontra uma nova chave, a "\PendingFileRenameOperations".

Arquivos pendentes de alteração

Com um clique duplo sobre ela você pode abrir uma janela que mostra os arquivos que precisam ser substituídos por meio da reinicialização.

E por que está pedindo pra reiniciar agora?

Por vezes, a culpa não é do sistema operacional. Para facilitar a vida dos usuários, o Windows procura ser o mais intuitivo possível, com interface gráfica, janelas, etc.. Por isso, as aplicações escritas para ele precisam acompanhar essa praticidade, adotando instaladores para deixar o processo simples.

Entretanto, nem sempre os instaladores são bem feitos. Nesse caso, você precisa reiniciar o computador porque eles não foram capazes de iniciar os processos necessários para concluir a instalação sozinhos, precisando da ajuda do sistema operacional.

Reinicie o programa para aplicar as atualizações!

Nem sempre você precisa reiniciar o computador. Quando você está instalando um programa que oferece um complemento ligado a outro aplicativo, função ou serviço (como uma extensão de navegador ou opção inserida no menu de contexto), apenas o Explorer ou aplicação ligada necessitam ser reinicializados.

Firefox solicitando reinicialização

Você já deve ter passado por isso quando instalou complementos no Firefox, por exemplo. Seguindo o mesmo princípio, como o sistema está prestes a efetuar alterações no programa, ele precisa atualizar arquivos e, para isso, reiniciar o aplicativo.

Não consigo instalar o programa...

Ainda pelos mesmos motivos citados, podemos encaixar outra situação. Embora não exija uma reinicialização do sistema, você não consegue instalar dois programas ao mesmo tempo no computador.  Isso, de certa forma, é uma maneira que o sistema tem de evitar erros e que algum arquivo seja corrompido.

Dessa forma, há uma “instrução” adicionada aos Registros sempre que uma aplicação está sendo instalada, para evitar que dois processos desta natureza sejam efetuados ao mesmo tempo. A título de curiosidade, se um dia durante uma instalação você observar os Registros, deve encontrar a alteração citada, como mostrado abaixo.

Instalador em uso

Vale lembrar que ela é retirada com a conclusão da nova instalação, já que serve somente para mostrar ao sistema que o instalador está ocupado.

Cupons de desconto TecMundo: