A atualização dos Termos de Serviço da Microsoft após o lançamento do Windows 10 tem sido motivo de muitas controvérsias relacionadas à privacidade. Por exemplo, temos o WiFi Sense, como já comentamos aqui no TecMundo, que está dando o que falar ao compartilhar as suas senhas salvas de redes WiFi com todos os seus contatos, como no Skype, Outlook e Facebook.

Devido às novas normas de privacidade do Windows 10, vários trackers de torrent estão banindo usuários que tenham o Windows 10 instalado no PC – de acordo com informações do site Microsoft News. Segundo um grupo chamado “ITS”, as proteções de dados foram revogadas pela Microsot ao compartilhar as informações com terceiros; a empresa de antipirataria chamada MartMonitor está entre as companhias que recebe esses dados.

Criando polêmica

A declaração oficial do “ITS” diz o seguinte: “Muitos de vocês devem ter ouvido falar ou lido sobre as terríveis políticas de privacidade do Windows 10. A Microsoft revogou qualquer tipo de proteção de dados e envia qualquer coisa que eles identifiquem não só para eles próprios, porém para outras empresas, infelizmente. Entre essas empresas está a companhia de antipirataria MartMonitor.

Entre outros dados, o Windows 10 envia conteúdos do disco local diretamente para os servidores. Obviamente, isso está indo longe demais e é uma ameaça a sites como nosso, por isso nós tomamos as devidas medidas. O Windows 10 está oficialmente banido do ITS. Membros que o instalarem são redirecionados a um vídeo que explica os perigos do SO em detalhes para instruir o maior número de pessoas possível”, diz o texto.

Os membros do grupo disseram que até que um update do novo SO da Microsoft seja liberado, acabando com as violações de privacidade ultrajantes, segundo eles, os usuários serão banidos. Entretanto, vale pontuar que não existem evidencias que ressaltem essas preocupações do ITS de modo tão drástico, apesar de muitas pessoas estarem apontando insatisfações com a nova política de privacidade do Windows.

Outros grupos de torrent (como o BB e FSC) já afirmaram que também irão banir usuários com Windows 10 em breve. Mas como já comentamos, não existem evidencias concretas de que o Windows 10 possa compartilhar dados privados com grupos de antipirataria até o momento. O que você acha da nova política de privacidade da Microsoft? Comente no Fórum do TecMundo.

Cupons de desconto TecMundo: