Em sua apresentação ontem (21), a Microsoft finalmente oficializou o novo navegador do Windows 10. O programa, cujo codinome é Spartan, veio para enterrar de uma vez por todas o famigerado Internet Explorer. No entanto, pode ser que ele ganhe uma sobrevida na nova versão do sistema operacional e quem garantiu isso foi a própria companhia.

No blog oficial para divulgação das novidades do novo projeto, a Microsoft confirmou que o Windows 10 vai vir com dois navegadores: o Spartan e o Internet Explorer. “Reconhecemos que algumas empresas têm sites que usam tecnologias mais antigas criadas apenas para o Internet Explorer, como controles ActiveX personalizados e o Browser Helper Objects”, conta Jason Weber, gerente do programa do IE. “Para estes usuários, o Internet Explorer também estará disponível no Windows 10”.

Project Spartan, o novo navegador do Windows 10.

Mesmo motor de renderização

Apesar da nota que visa agradar aqueles que buscam por compatibilidade, a Microsoft garante que o Spartan não vai pecar nesse sentido. Capaz de carregar milhões de páginas especialmente desenvolvidas para o IE, o novo projeto garante conseguir isso carregando o “motor antigo” de renderização do Internet Explorer.

Além disso, a companhia também garante que o IE usará o motor duplo para renderização que vai estrear com o Spartan. Isso garante que o software “programado para morrer” não vai ser apenas um "entulho" na máquina, sendo capaz de abrir páginas na web e exibi-las com boa qualidade. Mas até quando a Microsoft vai continuar empurrando o Internet Explorer para o consumidor final?

Cupons de desconto TecMundo: