Imagem de The King of Fighters XV
Imagem de The King of Fighters XV

The King of Fighters XV

Nota do Voxel
85

The King of Fighters XV é sério candidato a jogo de luta do ano

Após uma longa espera, muito hype e inúmeros trailers de personagens, The King of Fighters XV chegou para os apaixonados por jogos de luta. O game é a grande promessa da SNK de elevar o patamar recente da empresa, já que os dois últimos jogos não foram bem sucedidos.

Só para deixar claro, os anteriores não eram ruins, mas possuíam um netplay ruim, que é o requisito principal de qualquer jogo de luta atual. Tanto KoF XIV, quanto Samurai Shodown são bons jogos. Mas pelo fato de possuírem um gameplay online ruim, não conseguiram resistir muito ao tempo.

Tudo isso estava prestes a mudar, principalmente após a SNK criar o slogan "Shatter All Expectations” para o novo título. E vale destacar que isto só ocorreu depois que os fãs da série foram ouvidos. Mas será que KOF XV quebrará todas as expectativas criadas pela SNK? É o que veremos a seguir.

Clichezão

Desde as primeiras informações do game, criou-se uma expectativa enorme sobre a história. Ela foi extremamente hypada pela empresa, como sendo algo revolucionário. Imagina o que aconteceu? Pelo menos para mim, flopou.

Infelizmente toda antecipação não se confirmou. E seria algo muito difícil de acontecer, tendo em vista o que ocorreu em outras franquias recentemente, como como Mortal Kombat e Guilty Gear. As duas subiram muito o sarrafo nesse quesito.

A história de The King of Fighters XV é bastante genérica e, acreditem se quiser, possui apenas 5 minutos de cutscenes pré-renderizadas. Elas são bem feitas, mas com aqueles finais que sempre foram comuns na franquia, utilizando apenas algumas fotos.

Personagens e  parte artística

KOF XV apresentou dois novos personagens para a franquia: Dolores e Isla. Isla tem um bom design, com gameplay interessante, mas com personalidade infantilizada. Isso certamente fará muita gente não curtir a personagem.

Já, a Dolores…. foi um acerto em todos os aspectos! Bonita, com design e gameplay primorosos. Inclusive, destaco os ataques de areia, que lembram muito o personagem Geras, da franquia Mortal Kombat.

Graficamente, o jogo agrada. Porém, nada revolucionário. O título apresenta texturas bonitas e em alta resolução. Me surpreendeu o fato de termos suporte a tecnologia Ray Tracing, apesar da implementação ser muito sutil.

As animações estão bem feitas, mas perdem para outros games de luta já existentes. O ponto negativo no quesito gráfico fica por conta dos efeitos dos poderes dos personagens. Mas nada que atrapalhe a diversão e o brilho das partidas.

Hora de brilhar

Agora... no quesito gameplay e jogatina online, a SNK acertou em cheio. O título conta com uma jogabilidade absolutamente refinada, trazendo e polindo elementos e animações dos jogos clássicos da franquia.

É simplesmente delicioso jogar KOF XV, seja offline ou online. Tudo flui de maneira impecável, já que é o primeiro jogo da SNK a trazer o tão aclamado Rollback netcode. Para quem não sabe, é a tecnologia que permite os adversários se enfrentarem online em longas distâncias sem atrasos nos comandos.

E posso assegurar que a implementação ficou muito boa. Ao enfrentar players de outros continentes, durante partidas rankeadas, foi possível jogar de maneira aceitável. Ponto positivo para a SNK.

KOF XV traz duas novas mecânicas: o ataque devastador (shatter strike) e a investida (rush combo). O ataque devastador é uma mecânica nova. Ela gasta uma barra de poder para executar. Este ataque possui um ponto de guarda para acertar o adversário e nocauteá-lo em um contra-ataque. Caso o jogador consiga uma leitura perfeita, o golpe pode ser uma arma poderosa.

Já, a investida, é uma modificação de um movimento encontrado no jogo anterior. É uma mecânica criada para novatos e jogadores com nenhuma ou pouca experiência em jogos de luta.

Trata-se de um combo automático. Basta o jogador apertar o botão de soco leve em pé, que o mesmo executará um combo poderoso. A Investida usará de forma automática tudo que o jogador possui de barra de poder para executar o ataque mais poderoso disponível.

Antes de jogar o KOV XV, confesso que estava receoso em relação a forma que a Investida foi implementada. Mas após várias partidas, percebi que não afeta o desenrolar das lutas e ainda faz com que novatos sintam-se motivados a fazer boas lutas.

Fator replay

O jogo traz modos offline e online para todos os gostos. Neste quesito, KOF XV é completo. Temos a presença dos modos Versus, História, Treino, Tutorial, Replays e o Trial ou Missão. Este último, bem tradicional na franquia. Ainda tem a Galeria e o DJ Station, que falaremos adiante.

Como percebemos no próprio menu do jogo, a SNK quis destacar os modos online, mostrando qual era a intenção desta versão. Falando nele, o modo é bem completo. Possui um treino online, onde o jogador pode levar um companheiro para praticar.

Na criação de salas, temos todos os modos tradicionais e uma surpresa! Se você é um veterano dos fliperamas, com certeza vai gostar desta adição. Temos um modo que simula o revezamento de fichas. Ele pode ser jogado entre 6 jogadores, 3 contra 3, com cada jogador escolhendo um lutador.

O modo treino de KOF XV é excelente. Tem tudo que outros jogos de luta possuem, com ótima implementação. Os menus estão claros e com todas as opções necessárias, tanto para gamers casuais, quanto para os mais competitivos.

Já o Tutorial teve como objetivo os jogadores iniciantes. Apesar do foco ser este, achei extremamente básico, confuso e com pouca informação para um game que pretende trazer novos jogadores para a franquia.

Ele traz poucas explicações práticas de como utilizar as mecânicas. O modo mostra apenas que certo golpe existe e, por meio de um texto curto, o jogador tem que aprender a utilidade de fato.

Vale destacar que o tradicional modo Trial ou Missão, tão conhecido da série, está de volta. Aqui você executa uma série de combos que aumentam a dificuldade à medida que você avança. No KOF XV, o modo foi claramente simplificado, com poucos combos e focado em ensinar oss de maior dano aos jogadores casuais.

Em outros jogos, esta parte costuma ser imensamente desafiadora. Aqui não é diferente. Os gamers terão dificuldade para finalizar com certos personagens.

Músicas para todos os lados

A cereja do bolo fica para o DJ Station! O modo é uma jukebox com mais de 300 músicas de todos os KOFs para serem utilizadas da maneira que bem entender. Você pode personalizar qual música quer ouvir em cada cenário, menus e seleção de personagem

O mais legal é que as trilhas sonoras de outras franquias da SNK, como Fatal Fury, Samurai Shodown e Metal Slug, também estão presentes. O modo motiva o jogador a se dedicar, já que as trilhas estão bloqueadas. É necessário jogar o modo história com trios específicos para desbloqueá-las.

Outra menção honrosa é que na galeria do jogo existe um curta animado muito, muito bonito. Ele foi criado por Masami Obari. Masami criou e participou do desenvolvimento de inúmeras animações de outros jogos, franquias e programas de TV.

Como esta análise está sendo feita na versão PC, gostaria de salientar que o jogo possui suporte a ray tracing. No entanto possui poucas opções de configurações gráficas exclusivas de PC.

A menção honrosa fica para uma configuração bem interessante. Existe a opção de alterar a narração das lutas, deixando-a mais emocionante ou não. Muitos jogadores não gostaram do narrador dos últimos KOFs, por ele ser extremamente empolgado.

Vale a pena?

The King of Fighters XV é excelente onde ele realmente importa. O jogo entrega uma jogabilidade fantástica e refinada, com um gameplay intenso e veloz, com execução de comandos responsiva e precisa, algo bem diferente da versão anterior.

Como falamos na análise, temos que destacar as músicas presentes e também os excelentes modos online, que agradaram muito. O jogo é recomendadíssimo e, na minha opinião, pode ser candidato a jogo de luta do ano!


“The King of Fighters XV foi cedido gentilmente pela SNK para a realização desta análise”.


Pontos Positivos
  • Rollback netcode
  • Jogabilidade refinada e divertida
  • Modos de jogo online
  • DJ station
Pontos Negativos
  • Modo história
  • Efeitos dos poderes defasados
  • Tutorial curto e pouco explicativo na prática
  • Modo trial curto e pouco desafiador