Imagem de NBA 2K22
Imagem de NBA 2K22

NBA 2K22

Nota do Voxel
70

NBA 2k22 tem melhora na jogabilidade, mas desrespeita jogadores de PC

Mais um ano chegou para os apaixonados por jogos de esportes. A expectativa sempre é baixa, mas desta vez conseguiram passar dos limites do aceitável. Por mais que NBA 2k22 mostre sua excelência em diversos quesitos, temos que levar adiante um fator muito importante.

Os jogadores de PC ficaram na geração antiga, diferentemente dos detentores de PlayStation 5 e Xbox Series X|S. A única justificativa é não ter uma, pois chega a ser inexplicável tal desfeita com o consumidor.

Mais do mesmo

NBA 2k22 é uma cópia do seu antecessor. Nada a mais, nada a menos. Tudo está presente, como os modos MyTeam, MyLeague, MyGM, MyCareer e Neighbourhood. Os menus mudaram um pouco, ficaram mais simples de serem entendidos.

As artes seguem a mesma ideologia do título passado, muito bem-feitas e com uma pegada de desenho de rua, que tem tudo a ver com o basquete. Incomoda um pouco alguns menus internos, principalmente no MyTeam, que de tão exagerados, criam uma poluição visual intensa.

NBA 2K22 cannot ignore PS4, Xbox One and PC

Entre os times, todos estão presentes. Os principais da temporada, os clássicos e os melhores de cada franquia, levando-se em consideração a história. Já, para quem gosta de basquete feminino, a WNBA segue presente como nos anos anteriores.

Bom, os modos de jogo você já deve estar cansado de ouvir, mas faremos o possível para resumi-los. Começaremos pelo MyCareer. Nele, você cria o seu jogador e poderá iniciar sua caminhada no basquete universitário.

O legal é que você já inicia na fase de Playoffs, não tendo que passar por uma série de jogos. O contraponto desta história é que você já precisa mostrar serviço logo de cara para ganhar a atenção dos olheiros da NBA.

NBA 2K22: vale a pena?

Ao iniciar sua aventura é possível comprar VCs (moeda do jogo) para aumentar suas habilidades, te dando uma certa vantagem logo no começo. Você pode começar do zero, mas será uma aventura e tanto.

Muito legal o fato de termos minigames dentro do draft combine. O combine é um evento feito para que donos de equipes conheçam seus futuros prospectos, por meio de testes físicos e de habilidades.

MMO esportivo

No modo MyCareer está presente o Neighbourhood. Ele é exatamente um mundo aberto dentro do universo do basquete, em que você poderá se divertir com outros jogadores online.

Toda a aventura se passa dentro de um imenso navio, com muitas quadras para se jogar. Além disso, existe a possibilidade de ir para a academia, se divertir com minigames e visitar lojas para a compra de roupas e equipamentos.

NBA 2K22 Will Feature New Ways to Explore its New The City and The  Neighborhood | XboxAchievements.com

Novamente as microtransações entram de forma pesada, pois é necessário ter muitos VCs para ter tudo o que se imagina no universo digital. Até parece a nossa realidade.

Outro ponto chato é que os atributos comprados por meio de VCs para o seu jogador ficam presos nele. Você não pode criar outro atleta com os VCs comprados. É aqui que entra a famigerada microtransação.

Acorda 2k Sports!

Como dissemos antes, os modos MyTeam, MyLeague e MyGM seguem presentes no game. O MyGm chega com o mesmo problema do anterior, você não consegue alterar jogadores ou estratégias durante a partida.

Isso só é possível depois que você evoluir sua amizade com o técnico. Caso contrário, você joga sem estas possibilidades. Imagina ter que jogar com os atletas todos os minutos de uma partida? Utópico!

No ano passado a comunidade já havia criticado este sistema de recompensas. É compreensível que ela é necessária, mas precisava existir um pouco de bom senso. Tem certos itens que precisam estar desde o início da sua aventura no jogo, certo?

NBA 2K22 adds new MyNBA features - but only on next-gen - Dexerto

O MyLeague segue sendo o mais atrativo, pois permite uma customização inteira do seu campeonato, deixando da forma que você achar melhor. Já foi assim no jogo passado e continua sendo o lado forte do game.

O MyTeam segue sendo o vilão dos apaixonados por colecionar cartas. No review do ano passado, do NBA 2k21, também foi criticado massivamente o modo que sempre foi um dos queridinhos.

São tantas coisas para serem feitas, tantas possibilidades, que elas se perdem dentro do modo. Sem contar que isto inconscientemente gera uma fadiga mental, de tantos VCs que o jogador precisa conquistar para desbloquear cartas especiais.

Problemas e acertos

Por mais que o jogo seja da antiga geração é possível reparar algumas melhorias. Na parte gráfica é praticamente impossível notá-las. A otimização está bem melhor e é possível rodar tranquilamente em 4k e 60 fps.

A mecânica de jogo está mais fluída, por mais que ainda exista um leve atraso nos comandos. Os jogadores fluem melhor na quadra e a física da bola é agradável.

Vale notar também a movimentação dos jogadores, o tráfego gerado entre eles também flui melhor, dando até vontade de jogar. Na versão anterior era praticamente impossível se divertir com o jogo.

Os bugs ainda seguem presentes. Ao jogar online é impossível habilitar a sincronização vertical e, depois da última atualização, alguns problemas maiores aconteceram. Como uma imagem vale mais do que mil palavras, segue abaixo o ocorrido.

Vale a pena?

NBA 2k22 segue sendo a única opção de basquete para os jogadores de PC. Não existe a possibilidade de um concorrente à altura, até porque ele não existe. Infelizmente o que nos resta é esperar para que a empresa tenha um pouco mais de carinho e lance NBA 2k23 com os motores gráficos da geração atual.

As microtransações seguem com sua importância e isto é surreal no nosso mercado. Só existe uma solução para isso acabar e ela parte da premissa do jogador. É fácil falar para não comprarmos VCs, mas é a única solução para que este mercado mercenário acabe.

Em contrapartida, o jogo apresenta muitas qualidades, principalmente no gameplay, que agradou bastante e até deu vontade de jogar mais de uma temporada completa.

Nota Voxel: 70

Pontos Positivos
  • Muitos modos de jogo
  • Gameplay
Pontos Negativos
  • Old gen
  • Microtransações
  • Bugs