Sony revela óculos VR 8K que promete reduzir enjoo

1 min de leitura
Imagem de: Sony revela óculos VR 8K que promete reduzir enjoo
Imagem: Sony/YouTube

Nesta terça-feira (7), a Sony realizou o evento online Sony Technology Day, com o intuito de demonstrar as novas tecnologias que estão sendo desenvolvidas pela companhia. Uma das novidades apresentadas foi o protótipo de um novo óculos de realidade virtual com qualidade de até 8K.

Para criar uma experiência visual de alta qualidade, a Sony desenvolveu um dispositivo com dois pequenos monitores 4K que, juntos, conseguem proporcionar visuais em 8K. A ideia da empresa é oferecer um dispositivo com tecnologia de baixa latência para criar uma experiência mais realista e confortável.

Menos enjoos, mais diversão!

Um dos grandes problemas da tecnologia de realidade virtual atual é o motion sickness, uma condição que causa enjoos em diversas situações, inclusive, ao usar óculos VR. Ou seja, se a Sony conseguir equilibrar a qualidade de imagem com a baixa latência, é possível que menos pessoas sejam afetadas pela condição enquanto usam o aparelho de realidade virtual.

O novo dispositivo ainda não tem nome, mas a Sony já revelou algumas características técnicas. Conforme revelado pela empresa, a alta qualidade de imagem é alcançada por meio da tecnologia de multi-pixel e miniaturização da imagem na tela OLED. Já o tempo de processamento foi reduzido para diminuir toda a latência do sistema — assim, os usuários poderão experimentar a realidade virtual de alta definição e em tempo real.

“Nosso objetivo é obter monitores do tipo head-mounted  [que encaixam na cabeça] menores, mais leves e de altíssima resolução e criar espaços para as pessoas interagirem na rede. Em última análise, gostaríamos de criar uma sensação surpreendente de imersão para colaboração e compartilhamento remotos”, disse Kei Kimura, do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento da Sony.

Segundo a Sony, o headset será desenvolvido com mais pixels nos microvisores OLED e, assim, deve detalhar mais os conteúdos. Inclusive, a baixa latência vai permitir que os usuários visualizem conteúdos com maior qualidade, já que será possível se mover livremente sem sentir tonturas ou enjoos.

A companhia pretende usar o novo óculos em áreas médicas, industrias e, claro, para o entretenimento dos entusiastas VR.

Fontes

Categorias