Twitch diz que vazamento aconteceu por ‘erro de configuração'

1 min de leitura
Imagem de: Twitch diz que vazamento aconteceu por ‘erro de configuração'
Imagem: Michael Vi/Shutterstock
Avatar do autor

A Twitch afirmou que o extenso vazamento de dados que sofreu ontem (6) aconteceu devido a um “erro em uma alteração na configuração do servidor”. A plataforma apontou que a falha permitiu com que o agente malicioso acessasse os dados.

A explicação da empresa da Amazon foi dada em uma publicação no blog oficial da marca. Junto das causas do vazamento, a Twitch também tentou “aliviar” os usuários dizendo não haver indícios de que os logins das pessoas foram expostos.

“Além disso, os números completos dos cartões de crédito não são armazenados pela Twitch, portanto, os números completos dos cartões de crédito não foram expostos”.

Apesar das informações, por cautela a plataforma informou ter redefinido todas as chaves de stream. “Dependendo de qual software de transmissão você usa, pode ser necessário atualizar manualmente com esta nova chave para iniciar sua próxima transmissão”, explicou a Twitch.

Por último, a companhia garantiu que segue investigando o caso para entender como tudo aconteceu e o impacto dos vazamentos.

Acumulado de problemas

Em um primeiro momento, o que mais chamou a atenção do vazamento da Twitch foi que todo o código-fonte do software foi colocado online. O cibercriminoso divulgou as informações no 4chan e defendeu a própria ação culpando a marca de realizar uma má administração e permitir a disseminação de conteúdos de ódio e ataques ofensivos.

Além do código-fonte, outro detalhe que chamou a atenção foram os detalhes acerca dos pagamentos que foram realizados para streamers entre agosto de 2019 e outubro de 2021. Os brasileiros Gaules e Alanzoka aparecem, inclusive, na lista dos 100 mais bem pagos da plataforma.

Twitch

Além de tudo isso, o arquivo de 125 GB ainda contém informações como o histórico de comentários do programa, um suposto concorrente da Steam (com o nome de código Vapor) e ferramentas internas de segurança.

E os últimos meses têm sido difíceis para a Twitch. Enquanto em agosto um grupo de streamers brasileiros decidiu fazer uma “greve”, no mês passado grupos de streamers do mundo inteiro se reuniram e realizaram um movimento de boicote. Os produtores de conteúdo reivindicam questões como melhor remuneração e controle dos ataques de ódio no chat.