Sony vai remover opção de compra com cartão e PayPal no PS3 e PS Vita

1 min de leitura
Imagem de: Sony vai remover opção de compra com cartão e PayPal no PS3 e PS Vita
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

A Sony está descontinuando a compra de jogos no PlayStation 3 e no PS Vita com o uso de cartões de crédito, cartões de débito e PayPal. O anúncio foi feito em uma atualização do site oficial do PlayStation, na área de "Avisos Importantes".

Segundo o comunicado, a decisão entra em vigor no final deste mês, já no dia 27, quando "não será mais possível utilizar um cartão de crédito ou débito, ou um método de pagamento como PayPal, para comprar conteúdo digital ou adicionar fundos à sua carteira" pela PlayStation Store tanto no PS3 quanto no PS Vita.

Usuários do console e do portátil ainda vão conseguir utilizar a loja para comprar conteúdo digital, mas será necessário adicionar saldo à conta da PSN utilizando um PC, um celular, um PS4 ou um PS5. Nestas plataformas, o uso de cartões de débito/crédito e PayPal segue funcionando normalmente, sem alterações.

Sony vai impedir o uso de cartões de débito, crédito e até mesmo PayPal no PS3Sony vai impedir o uso de cartões de débito, crédito e até mesmo PayPal no PS3Fonte:  Unsplash 

Outra opção viável para adquirir jogos, apps e DLCs na PlayStation Store nos dois consoles é adquirir vales-presente, normalmente disponíveis para venda em lojas de departamentos. Eles continuam funcionando tanto no PS3 quanto no Vita. De acordo com o comunicado publicado pela empresa, "vouchers de produtos e vouchers de assinatura também podem ser utilizados" normalmente no console e no portátil.

Esta não é a primeira vez que a Sony busca desativar sua loja virtual nos dispositivos mais antigos. Em março deste ano, a companhia japonesa planejava descontinuar a PlayStation Store no PS3, no PS Vita e no PSP.

Com isso, jogadores ficariam impossibilitados de efetuar transações nos aparelhos. Além disso, projetos em andamento para o Vita seriam diretamente impactados, o que gerou até mesmo o cancelamento de alguns jogos que estavam em desenvolvimento.

No mês seguinte, em abril, a pedido dos fãs e usuários das plataformas, a empresa voltou atrás e manteve as lojas do PlayStation 3 e do Vita no ar. O PSP, no entanto, não teve a mesma sorte: por se tratar de um dispositivo muito mais antigo, com hardware ultrapassado, a gigante japonesa optou por desativar completamente o acesso do portátil à PlayStation Store.