Sony cobra publishers por crossplay, dizem documentos vazados

1 min de leitura
Imagem de: Sony cobra publishers por crossplay, dizem documentos vazados
Imagem: Unsplash
Avatar do autor

Emails confidenciais trocados entre a Epic Games e a Sony há anos vieram à público, nesta segunda-feira (03), demonstrando que a japonesa sempre lutou contra o crossplay e só mudou de ideia depois que começou a cobrar de parceiras para que o PS4 tivesse a função.

De acordo com o The Verge, os documentos estão anexados no processo judicial entre a dona de Fortnite e a Apple, que é acusada de práticas anticompetitivas no mercado de aplicativos. As mensagens trocadas mostram que a desenvolvedora “quase implorou” para que a Sony aceitasse o recurso online.

“Nós anunciamos o crossplay em conjunto com a Sony. A Epic fará de tudo para que a Sony pareça heroína”, propôs à época Joe Kreiner, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da Epic. O executivo chegou a dizer que a empresa poderia marcar presença na E3 junto com a PlayStation ou adicionar personagens exclusivos de Fortnite para assinantes da PS Plus. Porém, mesmo com todas essas ofertas, a Sony não aceitou o negócio.

FortniteA Epic sugeriu vários benefícios para que a Sony aceitasse que Fortnite fosse crossplay

O diretor Gio Corsi, que à época comandava o setor de Relações com Desenvolvedores da gigante japonesa, negou o crossplay dizendo que nenhuma empresa “pode explicar como o cross-console melhora os negócios da Sony”, mostra outro email.

Solução financeira

No final de 2018, a Sony subitamente aceitou o crossplay. Contudo, isso só foi feito por causa da “Política, requisitos e processos de cross-plataforma”, de acordo com as mensagens que estão no processo da Epic.

Entre as novas regras previstas nesse contrato, as publishers teriam que pagar para a Sony cada vez que os jogadores de PlayStation representassem determinada fatia do público que está jogando um título com crossplay. A determinação visava “compensar a redução na receita” da gigante.

SonyImagem que explica sobre os royalties foi divulgada junto com os emails

A Sony não respondeu se essa política de compensação financeira ainda existe. Apesar da solução financeira, a tradicional companhia também sofreu com muitas críticas e pressão dos jogadores e mídia especializada, que diziam que não permitir o crossplay seria um desserviço para a comunidade.

E aí, o que achou dessa história? Acredita que a Sony pode voltar atrás e deixar de permitir o crossplay novamente? Deixe a sua opinião na seção de comentários abaixo!

Sony cobra publishers por crossplay, dizem documentos vazados