CD Projekt Red enfrenta segundo processo coletivo sobre Cyberpunk 2077

1 min de leitura
Imagem de: CD Projekt Red enfrenta segundo processo coletivo sobre Cyberpunk 2077
Avatar do autor

A saga caótica da CD Projekt Red com Cyberpunk 2077 continua. O estúdio confirmou que recebeu outro processo coletivo de um escritório de advocacia que representa seus próprios investidores, com alegações de que a empresa os "enganou" sobre o estado do jogo no Xbox One e PlayStation 4.

O segundo processo foi confirmado no site da CDPR no último fim de semana e diz que "o conteúdo da reclamação, incluindo seu assunto e escopo, é o mesmo" de outra ação que a empresa já havia recebido por outro escritório de advocacia em dezembro, que apelou ao tribunal para "julgar se as ações empreendidas pela empresa e membros de seu conselho de administração em relação à liberação de Cyberpunk 2077 constituíram uma violação das leis federais por enganar investidores [...]".

(Fonte: CD Projekt Red / Reprodução)(Fonte: CDPR / Reprodução)

Como no outro caso, a CD Projekt observa que o processo "não especifica a quantidade de indenização solicitada" e novamente exalta que "a empresa tomará medidas enérgicas para se defender contra tais reivindicações”.

Após publicar um pedido de desculpas aos jogadores, alegando que muitos dos problemas no PS4 e Xbox One não foram encontrados durante os testes, um relatório da Bloomberg refutou essas afirmações, revelando que a liderança do estúdio estava ciente da gravidade dos problemas nos consoles da geração passada, entre outros revelações.

Cyberpunk 2077 tem DLC gratuita prevista para o começo deste ano e está disponível para PS4, PS5, Xbox One, Xbox Series X/S, Google Stadia e PC.