Em uma entrevista após um evento no Palácio do Planalto, a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, quebrou o silêncio e se pronunciou pela primeira vez sobre o aplicativo Uber e a polêmica disputa com os taxistas em todo o país.

"É uma polêmica. Eu acho que é complexo porque tira emprego de muitas pessoas. Depende de regulamentação de cada estado porque não é a União que decide isso. Ele tira taxista do emprego. Acho que tem que ter posição ponderada", afirmou Dilma, de acordo com o site G1.

Em outras palavras, Dilma deixou a questão da regulamentação do aplicativo nas mãos de cada estado, o que já vem acontecendo. Em São Paulo, a regulamentação do serviço continua em discussão na Câmara, enquanto no Rio de Janeiro há um projeto de lei para proibir o uso do serviço e até multar os motoristas cadastrados que ignorarem o banimento.

A questão de tirar empregos é complicada: apesar de ser um serviço que concorre com o táxi, ele também gera novos empregos de motoristas — sem contar a possibilidade de o Uber aumentar a própria equipe no Brasil, caso o app faça sucesso em várias cidades.

Quem você acha que está certo, a Uber ou os taxistas? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: