A briga do Uber contra os taxistas (e alguns políticos) em São Paulo e no Rio de Janeiro continua, mas isso não impediu a empresa dona do app que cadastra motoristas particulares de ampliar os serviços ofertados no Brasil.

A partir de agora, é possível solicitar corridas no Rio de Janeiro e em Brasília a partir do uberX, um modelo mais barato de corridas para quem pretende usar o serviço no cotidiano, sem o "luxo" oferecido normalmente. O veículo é um carro compacto que não é sedã e nem tem bancos de couro. Segundo o próprio Uber, essa é uma alternativa "melhor, mais rápida e mais barata" que o plano tradicional, conhecido como UberBlack.

As tarifas cobradas no uberX são as seguintes:

  • Brasília: R$ 3 de base mais R$ 1,60 por km mais R$ 0,25 por minuto.
  • Rio de Janeiro: R$ 3 de base mais R$ 1,40 por km mais R$ 0,25 por minuto.

O mínimo cobrado por um transporte é de R$ 8. Esse também é o valor para o cancelamento de uma corrida. O resto do serviço é igual: motorista profissional cadastrado no Uber e pagamento com cartão de crédito por meio do aplicativo.

Mais novidades

Quatro cidades da região do Distrito Federal agora possuem suporte a Uber: Samambaia, Ceilândia, Taguatinga e Sobradinho.

Além disso, os valores de Brasília foram reajustados para o UberBlack: agora, você paga R$ 0,20 a mais por km (tarifa foi para R$ 1,95), enquanto são acrescidos R$ 0,10 ao minuto (passando para R$ 0,35).

Quem você acha que está certo, a Uber ou os taxistas? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: