Já faz três anos que a Uber enfrentou uma investigação sobre uma ferramenta chamada "God View", que rastreava tanto motoristas quanto usuários do aplicativo. Agora, segundo o pessoal do Jalopnik, a Uber refinou esse método e trabalha com uma ferramenta batizada de "Heaven View".

Uber vem enfrentando turbulência sobre valores pagos aos motoristas, leis trabalhistas e relatos de assédio sexual

O relato comenta que esse software, ao lado de outras ferramentas internas, permite aos executivos da Uber a capacidade de não só rastrear os motoristas cadastrados, como também vigiar os motoristas que trabalham com aplicativos concorrentes.

A Uber vem enfrentando uma verdadeira turbulência nos últimos meses, no que toca valores pagos aos motoristas, leis trabalhistas e relatos de assédio sexual. Além disso, um grupo de executivos abandonou o barco recentemente, como o até então presidente Jeff Jones.

Enquanto isso, não é incomum encontrar motoristas Uber que possuem outros aplicativos concorrentes instalados no celular. No Brasil, por exemplo, 99Taxi, Cabify, Lift, EasyGo e WillGo.

Uber

Vigilância pesada

De acordo com a fonte do Jalop, o objetivo dessa ferramenta "é identificar e incentivar motoristas com bônus ou subsídios a continuarem leais ao Uber sobre a competição". Apesar da companhia nunca ter comentado sobre o software Heaven View, ele já foi citado durante um processo judicial envolvendo um dos pesquisadores de segurança da Uber.

Tudo em prol de um serviço melhor?

É interessante notar que este não é o primeiro programa que a companhia utiliza para vigiar alguém — ou para se esconder. No caso, estamos falando do Greyball, que tem a capacidade de esconder motoristas do app de autoridades governamentais. Isso acontece porque, em muitos lugares do mundo, existem regiões nas quais a Uber é proibida de operar por causa de regulamentações locais.
Sobre o caso do Greyball, um porta-voz da Uber disse o seguinte ao Jalopnik:

"Não é segredo que o compartilhamento de corridas é realmente competitivo. As pessoas têm muitas opções entre diferentes apps e podem alternar entre eles com facilidade, então é interesse da Uber ser a opção mais atraente. Nós buscamos fazer isso principalmente por meio de recursos destaque de nosso produto — como navegação in-app melhorada e pagamento instantâneo — mas como todas as companhias nós também tentamos entender como os nossos consumidores usam os serviços concorrentes, para podermos oferecer um serviço melhor que o deles".

  • Em prol da concorrência, uma empresa pode vigiar a atividade de "funcionários" — mesmo que ela trate apenas como parceiros — e usuários? Deixe a sua opinião nos comentários

Uber

Desdobramento da ferramenta

O funcionamento do Heaven View também interage com os executivos da Uber. Quando um funcionário abre o app e solicita uma corrida para um "motorista parceiro", o aplicativo automaticamente solicita que o funcionário pergunte ao motorista se ele dirige apenas para a Uber ou também para algum concorrente.

Agentes duplos ficam marcados como motoristas competitivos

E o que acontece se um executivo Uber notar que o motorista parceiro também dirige, por exemplo, para o Cabify? O executivo pode usar um desdobramento de outra ferramenta para enviar os números da placa do veículo para uma base de dados. Dessa maneira, esses motoristas "agentes duplos" ficam marcados como "motoristas competitivos".

Sobre este último desdobramento, a fonte do Jalop comentou o seguinte: "Tudo isso tem um efeito positivo para o motorista, já que ele vai receber incentivos e subsídios para continuar leal a Uber".

  • A Uber não comentou esse caso em específico.

Cupons de desconto TecMundo: