A Uber anunciou a criação do Uber AI Labs, uma nova divisão da empresa que vai se dedicar a pesquisas com inteligência artificial e aprendizagem de máquina. A equipe responsável por esses estudos será formada pelos 15 membros da Geometric Intelligence, companhia que foi comprada pela Uber por um valor não divulgado.

Essa transação mostra que a Uber continua muito interessada em automatizar processos. No texto de anúncio do novo laboratório, Jeff Holden, CPO da Uber, cita alguns exemplos de atividades que podem ser melhoradas com o avanço do aprendizado de máquina, como escolher a melhor rota por dentro de uma cidade e ajudar um carro – ou até mesmo um avião – autônomo a se guiar.

A equipe da Geometric Intelligence que cuidará do laboratório é formada principalmente por pesquisadores de grandes universidades, como Zoubin Ghahramani, da Universidade de Cambridge, e Gary Marcus, da Universidade de Nova Iorque. Ambos serão, respectivamente, co-diretor e diretor da nova divisão.

A Uber vem investindo bastante em pesquisa

Pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias foram áreas que receberam investimentos pesados da Uber durante o último ano. Em setembro, a empresa começou a pegar usuários com seus carros autônomos na cidade americana de Pittsburg. Um dos atrativos é que as corridas nos novos automóveis são gratuitas.

Outra marca foi batida em outubro, quando o caminhão autônomo da Uber completou sua primeira entrega comercial, carregando 50 mil latinhas de cerveja por um trajeto de 190 km. O veículo foi equipado pela Otto, empresa especializada em caminhões autônomos que também foi comprada pela Uber este ano.

Segundo Jeff Holden, “a formação do Uber AI Labs [...] representa o comprometimento da Uber em avançar o estado da arte, impulsionado pela nossa visão de que transportar pessoas e coisas no mundo físico pode ser radicalmente mais rápido, mais seguro e acessível a todos.

Cupons de desconto TecMundo: