Quando entramos em uma rede social como o Orkut, o Facebook ou o Myspace, nos preocupamos em procurar nossos amigos e conhecidos ou em conhecer mais gente. Isso fez com que o Orkut, por exemplo, crescesse em popularidade e isso fosse utilizado, inclusive, como forma de status nessa rede: quantos mais amigos você tinha, mais popular e importante você se tornava na rede. Isso não acontece só no Orkut, mas em outras redes também.

Porém, era comum depois de um tempo perceber que seus amigos diminuíam, pois eles deletavam suas contas. Eles estavam cometendo o que ficou conhecido como Orkuticídio, ou uma forma de suicídio virtual onde a pessoa “matava” seu perfil no Orkut. Depois do Orkuticídio veio o Twittercídio, quando a pessoa deletava sua conta na rede social que mais cresceu no Brasil no último ano. Estatísticas dizem que mais de 60% dos usuários que criaram suas contas nesta rede ou abandonaram ou deletaram seus perfis.

O crescimento das redes sociais

Por mais que várias pessoas cometam suicídio digital, o acesso às redes sociais não para de crescer no mundo todo. Anualmente aumenta a quantidade de usuários em redes sociais, assim como a quantidade de dinheiro investida em publicidade nelas. E com o crescimento do número de pessoas com acesso à internet, estima-se também o aumento na quantidade de pessoas que farão parte dessas novas mídias.

As redes sociais estão em franco crescimento no mundo.O que atrai as pessoas a participarem das diferentes redes sociais, além de se aproximarem de seus amigos distantes e conhecerem novas pessoas, é a possibilidade de criar e ler conteúdo novo feito por pessoas comuns, usuários normais. O conteúdo das redes sociais como o Orkut e o MySpace não estão subjulgadas ao crivo e ao domínio das grandes empresas e corporações.

O MySpace, por exemplo, acabou se especializando em música e em lançar bandas e artistas independentes. Malu Magalhães é um exemplo de um usuário normal que fez fama através de seu perfil no MySpace. Muita gente gosta de visitar esses perfis justamente para conhecer coisas novas e de qualidade que infelizmente não estão na mídia geral.

No mundo, o MySpace e o Facebook são as maiores redes sociais do mundo. O Orkut, site mais popular no Brasil, não faz tanto sucesso assim lá fora. O Twitter cresceu bastante e em pouco tempo tornou-se um dos sites mais acessados tanto no exterior quanto no Brasil. Inclusive, no Brasil, dos 10 sites mais visitados, dois deles são de redes sociais, o Orkut e o Youtube. Os outros são mecanismos de busca como o Google e o Yahoo ou portais como o Globo e o UOL.

O que faz as pessoas desistirem das redes sociais

Mesmo com o crescimento das diferentes redes sociais pelo mundo, muita gente desiste delas. Podemos imaginar então que se ninguém as abandonasse, o número total de usuários seria bem maior. Mas, por relatos de pessoas que cometeram Orkutucídio ou Twittercídio, podemos imaginar que muitos usuários não abandonam as redes sociais como um todo: somente deixam umas para passar a usar outras. E existem diferentes motivos para isso.

Orkuticídio é como chamam a desistência da conta do Orkut.

A primeira coisa em que podemos pensar é que muitos desses usuários fazem parte de várias redes sociais ao mesmo tempo. E chega um momento que participar de várias redes ativamente ao mesmo tempo torna-se complicado. Torna-se inviável manter um perfil ativo no Orkut, Myspace, Facebook, Youtube, Sonico e todas as outras redes existentes ou que recebemos convites. Os usuários, então, escolhem somente algumas poucas contas e passam a usá-las, deletando as outras.

Outro motivo que pode levar usuários a terminar seus perfis é eles acharem que o propósito de determinada rede social foi deturpada. Os usuários dos Estados Unidos, por exemplo, deixaram de usar o Orkut porque acharam que havia muitos brasileiros. Como eles não falavam português e não entendiam o que acontecia, eles abandonaram a rede e foram para outras, como o Facebook e o Myspace. Existe também o caso do Twitter, onde muitos usuários não encontraram tanta utilidade quanto gostariam, pois em outras redes é possível fazer muito mais coisas do que simplesmente postar e ler mensagens de 140 caracteres.

Você tem motivos pra cancelar suas contas em redes sociais?

Pode-se pensar também que pessoas são afastadas de participar destas redes por não gostarem de como outros usuários a tratam. Várias das críticas ao Orkut são ao baixo nível de seus usuários, ao péssimo gosto das fotos pessoais ou até mesmo a besteiras postadas em comunidades. Isso inclusive é motivo de piada em vários blogs como o “Grandes Tolices do Orkut” e o “Perfil de Gente que se Acha”. Além dessas pessoas, existem os spammers – enviando mensagens privadas, depoimentos e scraps não desejados – e os chamados Trolls – usuários que fazem bagunça – atrapalham conversas e ofendem usuários.

O crescimento do Facebook

São várias as formas de as pessoas se conectarem hoje em dia.Mesmo diante da onda de suicídios e mortes virtuais, uma rede tem conseguido manter-se por cima, o Facebook. No mundo ela já é a mais acessada e no Brasil é uma das que mais cresce atualmente. Mesmo estando muito atrás da número 1 nacional – o Orkut, com mais de 20 milhões de acessos mensais – ela praticamente dobrou o número de acessos desde maio deste ano – com 500 mil acessos por mês – até hoje, chegando a quase um milhão de acessos mensais.

Conclusão

São vários os motivos que levam os usuários a desistirem das redes sociais e cometerem suicídio virtual. Mas o importante é que a quantidade de usuários nas diferentes redes vem aumentando. A tendência está em encontrar redes mais segmentadas, como o Linkedin e menos genéricas, como o Orkut. Mas isso, é claro, vai depender de cada usuário.

E você? Já cometeu Orkuticídio? Conhece alguém que tenha cometido? O que acha que leva uma pessoa a fazer isso? Você participa ativamente de quantas redes sociais? Acha que um dia vai desistir delas também? Deixe aqui seu comentário! Ainda há muito que debater sobre este tema.

Cupons de desconto TecMundo: