Mesmo se você não for muito fã do Twitter, é inegável que a rede social – muitas vezes chamada de microblog por conta da sua limitação de caracteres – é fenomenal ao proporcionar um nível de interação ímpar entre públicos dos mais variados segmentos e seus artistas favoritos. Com isso, é claro que a plataforma é cenário de algumas das sagas mais épicas da internet. A mais recente delas envolve um desenhista de quadrinhos japoneses, uma carta de apoio de um fã e uma história de arrancar lágrimas até mesmo dos mais durões.

Bastante conhecido de quem curte mangás, Tite Kubo é autor do megassucesso oriental Bleach, que conta as aventuras de Ichigo Kurosaki a partir do momento em que ele descobre que ele precisa trabalhar como um shinigami – espécie de deus da morte. Ele demorou cerca de 15 anos para completar a sua obra, que finalmente foi encerrada há poucos meses, em agosto de 2016. Agora, na última quinta-feira (17), o artista foi ao Twitter para revelar que ele só conseguiu finalizar Bleach graças a uma mensagem enviada por um leitor anônimo.

Ao longo de 74 volumes, Bleach apresentou muito personagens

Pois é, durante essa uma década e meia de produção não foi só o quadrinho que teve seus altos e baixos, mas também o próprio Kubo, que sofreu com sua saúde debilitada e com a intensa pressão do sistema de publicação das revistas semanais no Japão. Segundo o mangaká, no entanto, a carta inspiradora e emocionante enviada por um de seus fãs fez com que ele conseguisse reunir forças suficientes para superar todos os problemas e finalizasse o seu grande projeto adequadamente.

A história, no entanto, vai muito além disso

Por que ele só está revelando tudo isso agora? Para tentar conseguir a ajuda dos seus seguidores ou de qualquer internauta a respeito de quem escreveu a carta, já que nem as folhas internas ou mesmo o envelope continham nenhuma informação relevante – como nome e endereço do remetente. Como é possível conferir no tweet abaixo, Kubo postou uma foto do material recebido por ele e o link de um formulário online para incentivar a colaboração de qualquer um que saiba mais sobre o caso. A história, no entanto, vai muito além disso.

Drama real

Nas etapas finais de produção de Bleach, o autor ficou completamente longe do Twitter, encerrando sua conta na rede social por cerca de um ano. No início deste mês, ele acabou voltando a interagir com o seu público por lá ao publicar algumas fotos em que aparece fazendo cosplay de um dos vilões do mangá – Mayuri Kurotsuchi.

Kubo vestido como um dos personagens de Bleach

A próxima sequência de tweets, porém, teve um tom bem menos alegre, já que o artista resolveu compartilhar um quadrinho de 11 páginas que ele desenhou para explicar como sua obra realmente acabou e a relação com o fã misterioso. Se tratam de esboços rápidos, mas bem impactantes, que, infelizmente, estão apenas em japonês. Apesar disso, o portal Rocket News 24 fez um resumo do conteúdo da HQ e você pode conferir nossa adaptação para o português abaixo.

Para começar, Kubo explicou que, desde que seu mangá foi finalizado, há três meses, ele conseguiu dedicar algum tempo para descansar e relaxar ao lado de sua esposa. No entanto, durante todo esse tempo, ele sentia como se ele estivesse deixando alguma coisa de lado.

Ele sentiu que ele recebeu tanto e ainda não tinha dado nada em troca, então gostaria de aproveitar a oportunidade para agradecer a todos os seus leitores.

Graças a todos eles ele pôde continuar escrevendo e desenhando Bleach por 15 anos e conseguiu fechar o capítulo final de uma forma adequada, do jeito que ele queria desde o primeiro capítulo. Ao longo dos anos, ele recebeu inúmeras cartas dos fãs, indo desde criancinhas de 3 anos até senhoras de 78. Ele leu e guardou cada uma delas, já que todas lhe deram muito apoio.

No décimo ano da série, a saúde de Kubo declinou. Ele foi ao médico e ouviu que se tratava apenas de uma gripe, mas não conseguiu se recuperar como de outras vezes. Kubo acabou ficando de cama por semanas. Mesmo quando ele melhorava um pouco e se cuidava melhor, o quadro não durava e ele ficava gripado novamente. Isso durou um bom tempo.

Nesse momento, ele começou a achar que estava falhando como um artista de mangá. Para ele, os artistas deveriam produzir trabalhos de qualidade em um certo período de tempo. Como sua história estava apenas parcialmente finalizada, ele não sabia se deveria deixar a série continuar ou simplesmente acabar com ela de uma vez.

Todos os dias Kubo ficava pensando o que deveria fazer e como completaria a obra. Foi mais ou menos nessa época que ele recebeu uma sacola dos correios com uma carta sem nome ou endereço anotado no envelope.

Dentro do envelope, havia a carta de um garoto que estava doente e internado no hospital. Seus remédios já não funcionavam mais e agora ele ficava confinado à sua cama, sem poder aproveitar nada, já que assisti à TV ou jogar video game fazia com que ele se lembrasse de quando podia brincar junto dos amigos.

Ainda que o médico e seus pais nunca tenham dito nada a respeito, ele entendeu que sua doença era incurável. Quando o garoto disse a eles que apenas queria morrer o mais rápido possível, todos disseram para que ele tentasse aproveitar o que restava da sua vida do melhor jeito possível. O quanto lhe restava? Apenas um ano e meio de vida.

O menino ficou se perguntando como poderia aproveitar alguma coisa se não podia sair da cama. Depois de pensar sobre o assunto, ele decidiu mergulhar no universo dos mangás, já que seria algo legal e que não traria constantemente a lembrança de seus amigos.

Após ler um monte deles, o garoto acabou se deparando com Bleach. Imediatamente ele já queria ver o próximo volume e, pela primeira vez desde que foi internado, começou a pensar no “amanhã”. Bleach mudou sua visão de mundo e deu forças para que ele quisesse viver de novo.

Kubo, então, ilustrou a parte final – e de cortar o coração – da mensagem, em que o garoto pede que a carta seja enviada somente após a sua morte, o que significava que ele já tinha partido. Em sua despedida, o fã faz um último pedido ao artista: “Por favor, desenhe Bleach do seu jeito, até o final. Isso é o que eu gostaria de ler”.

O desenhista então escreve: “Eu tenho um pedido a todos”.

Primeiro ele reconhece que é extremamente rude pedir algo para seus leitores ao mesmo tempo em que ele os agradece, mas mesmo assim pergunta: “Você, por favor, podem me ajudar a encontrar o autor dessa carta?”. Kubo diz entender que é algo egoísta, mas que ele quer dizer “obrigado” ao garoto...

... Já que ele não vai conseguir ler esse mangá de agradecimento.

Ninjas cortando cebola ao meu redor...

Cadê o meu lenço?

Claro que a história emocionante contada por Kubo emocionou os seus fãs, se espalhou pelo Twitter e logou chegou à grande mídia japonesa. Com isso, a publicação em que o artista pede a colaboração dos internautas para localizar o garoto a partir da foto do envelope e da carta ultrapassou a marca de 210 mil retweets, se expandindo ainda mais pela web. Ainda não se sabe exatamente se alguma informação a respeito do tema foi levantada desde então, mas a expectativa é que a internet ajude o desenhista a fazer sua homenagem final ao fã.

Cupons de desconto TecMundo: