Pode não parecer, mas uma pequena mudança no nome de uma empresa pode significar uma alteração significativa no foco de atuação. É só pegar a Tesla, que tinha como nome completo Tesla Motors, agora se chama... Apenas Tesla, Inc.

A mudança deixa clara a intenção do CEO Elon Musk de fazer com que a empresa tenha uma abrangência maior do que apenas a fabricação de carros: o envolvimento com projetos de energia limpa, algo natural depois da aquisição da SolarCity, uma fabricante de painéis solares.

Musk nunca escondeu seu desejo de que a Tesla fosse além dos veículos elétricos. Os planos para a empresa envolvem a criação de painéis e células solares que tenham uma integração com armazenamento de energia em baterias, além da expansão dos modelos de automóveis para outros segmentos, como caminhões.

Além disso, a Tesla concentra seus esforços na criação de um sistema de direção autônoma que deve ser 10 vezes mais seguro do que um humano atrás do volante, graças ao processo de aprendizagem da frota. Fechando o pacote, a criação de um serviço que permite que você compartilhe seu carro enquanto ele não estiver em uso.

O movimento, no entanto, não é estranho ao mercado: a Apple fez a mesma coisa há 10 anos, quando se rebatizou como “Apple Inc.” e não mais “Apple Computer”, como era conhecida, refletindo a expansão do portfólio da gigante de tecnologia.

Cupons de desconto TecMundo: