(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

De acordo com dados divulgados nesta semana pelas empresas LG, Philips e Samsung, serão comercializadas pelo menos 10 milhões de TVs com tela plana no Brasil em 2012. Desse número, pelo menos 40% diz respeito às smart TVs, os aparelhos conectados capazes de acessar a internet e aplicativos online.

“As smart TVs não são mais um conceito. As pessoas já conhecem, ouviram falar ou já têm uma em casa”, explica Milton Neto, gerente geral da unidade de TV da LG no Brasil. Se o ritmo continuar como está, é possível que as smart TVs fechem o ano com 50% do mercado, o que representa um crescimento bastante significativo.

“Outro paradigma importante é o da transformação do preço do produto em valor. Ou seja, é preciso entregar junto com a TV, além de uma imagem 3D, formas de acessar o conteúdo online ou serviços como o Netflix por seis meses grátis”, acrescenta Marcelo Natali, gerente de conteúdo das smart TVs da Samsung.

Aplicativos para TV em alta

Com o crescimento da demanda por conteúdo, o mercado de TVs conectadas começa a ganhar forma. É o caso dos desenvolvedores de aplicativos, que já podem se dar ao luxo de se especializar nesse segmento. “Precisamos aproveitar o conhecimento das pessoas no uso de smartphones para que elas possam ter essa mesma experiência nas telas maiores”, aponta Milton Neto.

Para ajudar os desenvolvedores, as empresas Philips e LG fizeram uma aliança visando a criação de uma plataforma única para as suas TVs. A cooperação inclui ainda a distribuição de kits de desenvolvimento e eventos de treinamento.

“A principal diferença na criação de um aplicativo para a TV é a navegação no programa. O conteúdo é quase sempre o mesmo, porém na TV é preciso pensar em ícones maiores e mais simples, uma vez que a navegação funciona por controle remoto”, explica Albert Mombarg, da Smart TV Alliance.

Cupons de desconto TecMundo: