Quem é um pouco mais velho já testemunhou verdadeiras revoluções na tecnologia, seja nos computadores, celulares ou mesmo na televisão. Os aparelhos ficaram mais rápidos, mais finos e reproduzindo conteúdo de melhor qualidade. A parte sonora deles também deu um belo salto nos últimos anos, o que quer dizer que muita gente teve que ouvir produções horríveis até que as coisas ficassem melhores.

O site Gizmodo perguntou aos seus leitores quais as músicas e os sons mais irritantes do mundo da informática, fazendo com que o público parasse para pensar no que vem incomodando sua preciosa audição nos últimos tempos. Nem é preciso dizer que, no fim, a seleção ficou torturantemente boa. Confira a seguir a lista e veja se você se identifica com algumas das escolhas:

1. Modem dial-up (conexão discada)

A parte mais novinha do nosso público já começou a navegar pela internet nas rápidas e silenciosas conexões banda larga, nas quais é só ligar o computador para ter acesso a todo conteúdo da web. Porém, basta perguntar para seus pais ou irmãos mais velhos para conhecer um pouco do horror de clicar no atalho do discador e esperar por sons vindos diretamente do Capiroto.

Os modens antigos pareciam trazer dentro de si uma mistura de unhas arranhando o quadro-negro com chiado de TV antiga e gritos de robôs sendo desmantelados. Parece ruim? Imagina que no silêncio da noite eles eram capazes de acordar seu pai ou sua mãe do sono mais pesado, acabando com sua chance de jogar conversa fora no Bate-Papo da UOL. Triste demais.

2. Toques e notificações padrão de celular

Ok, vamos ser sinceros, nem todo fabricante coloca uma musiquinha horripilante nos seus aparelhos. Porém, é inevitável que, quanto mais populares as marcas são – e mais de seus dispositivos estão em circulação –, mais fácil é que eles fiquem insuportáveis em pouco tempo. Sendo assim, nossos campeões são os eternos concorrentes no mundo dos smartphones: Samsung e Apple.

O barulho de notificação padrão dos smartphones Samsung é um assovio que já deve ter causado brigas em escritórios, expulsões de sala de aula e, possivelmente, conflitos no Oriente Médio. O toque default dos iPhones mais antigos, por sua vez, são igualmente odiosos. Talvez tenha a ver com o fato de seus donos esquecerem o aparelho em cima da mesa e saírem do local por cerca de uma hora – tempo exato em que uma ligação toca a música incessantemente –, levando todos os presentes à loucura.

3. A morte de um HD

Os leitores do Gizmodo não deixaram de lado uma das situações mais tristes para qualquer aficionado por informática: a morte de sua unidade de armazenamento. Como se não bastasse indicar que todos os seus trabalhos de escola, fotos de viagens, filmes e até aquela pasta escondida “ingenuamente” dentro do System32 estão correndo perigo, o som de que seu HD está partindo dessa para a melhor é de cortar o coração.

A agulha tentando, sem sucesso, acessar os dados nas placas do disco rígido gerava tanto um som mecânico de choro – daqueles capazes de quebrar uma taça de cristal – como outro que simulava o barulho de uma pequena motosserra. Uma coisa era certa: ambos faziam o usuário se preparar para desembolsar uma grana em uma peça nova antes que fosse tarde demais.

4. Trabalho rotineiro dos leitores de disquete

Sabe aquele ícone de “Salvar” existente em praticamente qualquer programa de computador? Aquela é uma representação do não muito saudoso disquete, o pendrive/CD das antigas. Diferente dos HDs, o barulho horrendo que eles soltavam não era uma dica que eles deveriam ser trocados, mas, sim, de que estavam funcionando perfeitamente. Isso aí, os drives de disquete de 3,5 polegadas faziam parecer que um pequeno carro estava sendo compactado dentro do seu computador – provavelmente com os passageiros ainda dentro dele.

Para algumas pessoas que escreveram ao Gizmodo, o som traz um pouco de nostalgia, e eles confessam que nem se irritavam tanto com a sinfonia caótica de leitura de dados no periférico. Dá para entender esses caras. Afinal, nas mãos de pessoas habilidosas, essas peças são capazes de façanhas incríveis, como tocar a Marcha Imperial de Star Wars.

5. Sistema de transmissão de emergência

Muito provavelmente a maioria dos brasileiros nunca se deparou com esse candidato da lista, já que seu uso mais comum se deu nos Estados Unidos. Durante os anos da Guerra Fria – o quase eterno conflito entre os EUA e a finada União Soviética –, não era raro que seu programa favorito, desenho ou novela fosse interrompido por testes do sistema de transmissão de emergência do governo, que tomava conta de todos os canais das mídias de massa.

Uma voz tenebrosa avisava que aquele era apenas um teste do serviço, e, em seguida, um apito digno de ser implementado pela população de Silent Hill soava na TV ou no rádio. Ok, a intenção era boa, já que, na teoria, preparava o povo para como reagir no caso de um ataque dos inimigos. Porém, se a ideia era deixar todo mundo calmo em uma situação dessas, faltou deixar tudo com um pouco menos de clima de filme de terror.

6. Teclando furiosamente

Outro que recebeu críticas pesadas do público do Gizmodo foi o som de digitação pesada no teclado. A maioria das pessoas não se incomoda com o barulho feito por ela mesmo quando está digitando, mas basta que você esteja ouvindo outra pessoa fazer a mesma coisa para que a ação comece a irritar. A culpa pode ser tanto do teclado barulhento como da força desmedida aplicada pelos dedos do usuário – que parecem querer fazer as teclas receberem toda emoção das palavras.

Quem mais sofre com isso são aqueles grupos, guildas ou clãs de gamers, que sempre têm um ou dois integrantes que não sabem ativar a opção “Apertar para falar” dos chats de voz ou ajustar adequadamente a sensibilidade do microfone. “O quê? Todo mundo vai virar no ADC? Ok! TAC, TAC, TAC, TAC, TAC, TAC, TAC, TAC, TAC”. Em alguns momentos, é difícil escolher entre a amizade e a própria sanidade.

7. Qualquer alarme digital já criado pela humanidade

Não existe nenhum som que possa ser descrito como agradável quando ele é o responsável por te tirar da cama às 6 da manhã para ir ao trabalho. Tudo bem, alguns tentam ser agradáveis, com corais de vozes desejando bom dia ou sons naturais de cachoeira e passarinhos cantando, mas nem esses deixam de ser odiados por quem acorda. Além disso, se eles forem suaves demais, acabam mandando a pessoa de volta para o mundo dos sonhos – o que nem sempre é legal.

Porém, alguns desses alarmes nem se esforçam para serem gentis e tentam despertar o usuário com os dos pés no peito – ou nos tímpanos. Exemplos? Sons de sirenes, imitações de despertadores antigos, barulho de galo cantando ou avisos de ataque nuclear. Aparentemente, não é à toa que o smartphone de muita gente apareça com a tela trincada vez ou outra. Lembre-se: a culpa não é do celular – na maioria dos casos.

--

Esses foram os eleitos pelo público norte-americano do site Gizmodo, mas essa lista pode não ser a mesma dos internautas brasileiros. Sendo assim, quais os barulhos mais irritantes no mundo da tecnologia para você? Odeia os novos sons do aplicativo do Facebook? Cansado das notificações do Skype? Deixe sua lista mais abaixo, na seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: