Uma pesquisa da Universidade do Estado de Santa Catarina, a UDESC, pretende acabar com essa história de dirigir e falar ao celular ao mesmo tempo. O projeto intitulado “Sistema de visão para detecção do uso de telefones celulares ao dirigir”, do mestrando Rafael Berri, criou uma tecnologia que identifica se o motorista fala no telefone enquanto conduz.

O sistema utiliza uma pequena câmera posicionada no painel. O dispositivo corta a imagem para observar apenas o rosto do condutor com o intuito de verificar se suas mãos estão posicionadas perto da orelha. Um software é capaz de diferenciar os pixels da imagem e, assim, perceber se o motorista está ou não no celular.

Pesquisador testa o sistema que detecta o uso de celular no volante

Em testes, o algoritmo apresentou uma taxa de cerca de 87% de acerto, mas alguns pontos ainda precisam ser desenvolvidos. Não se sabe ainda qual sinal o sistema vai emitir para alertar ao motorista que ele não pode fazer ligações enquanto dirige. Ele também não identifica se o carro está em movimento ou não.

A pesquisa ganhou maior visibilidade internacional após aparecer em uma notícia da MIT Technology Review. A publicação elogia o projeto, mas aponta que poucos consumidores devem querer um carro que os espiona. Talvez seja mais fácil convencer os motoristas de que falar ao celular e dirigir não é seguro. O que você acha?

Cupons de desconto TecMundo: