(Fonte da imagem: Reprodução/Steam)

O Oculus Rift já é notícia faz algum tempo, mas a tecnologia da realidade virtual prometida por este e outros acessórios ainda está comercialmente distante da indústria. Porém, a Valve é uma das maiores defensoras desses produtos – e deixou isso claro durante um bate-papo no evento Steam Dev Days, na semana passada.

O chefe de Pesquisa de Desenvolvimento da empresa, Michael Abrash, acredita que os próximos dois anos marcarão grandes mudanças na área. "Hardware convincente e de preço acessível está chegando, provavelmente dentro de dois anos. E nós pensamos que isso tornará possível uma transformação de toda a indústria do entretenimento", afirma o executivo.

"Eu acho que muitos de vocês pensam que isso é só uma curiosidade interessante neste momento. Essa é uma conclusão razoável hoje, mas pensamos que vocês devem prestar muita atenção, porque a realidade virtual terá um grande impacto muito antes do que vocês imaginam – e a Valve trabalha duro para fazer isso acontecer", diz Abrash.

E precisa trabalhar mesmo: entre as dificuldades apontadas, fora todos os avanços técnicos, estão convencer o consumidor e o fabricante sobre a importância e as maravilhas dessa tecnologia, além de desenvolver um produto mais preciso, de maior "presença" (a sensação de que o jogador foi mesmo transportado de lugar) e que não cause enjoos ou vertigens por conta do movimento.

A palestra completa pode ser conferida em forma de slides por este link.

Via BJ

Cupons de desconto TecMundo: