(Fonte da imagem: Digital Trends)

O Vale do Silício é famoso por abrigar grandes empresas do ramo da tecnologia. Microsoft, Apple, Samsung, Google e Intel são apenas alguns dos nomes que dão peso à região da Califórnia, nos Estados Unidos.

Mas nem só de gigantes vive o Vale do Silício, local que reúne uma porção de cidades por onde estão espalhadas sedes e mais sedes de companhias ligadas ao mundo da tecnologia. O lugar também é palco para “coadjuvantes”, algumas empresas menores, muitas delas totalmente desconhecidas do grande público.

Entretanto, não é porque uma empresa ainda não caiu nas graças do povo que ela precisa ser esquecida ou não faz um trabalho promissor. Vale ressaltar que nem sempre o produto final das empresas vai chegar diretamente ao consumidor, então fazem parte desta lista também algumas que oferecem boas soluções dentro de seu mercado de atuação.

É bom lembrar também que as empresas foram listadas de forma aleatória e não em ordem de inovação, possibilidade de sucesso ou qualquer outro conceito do gênero.

1. Chegg

(Fonte da imagem: Reprodução/Chegg.com)

Uma companhia sediada em Santa Clara aluga e vende livros didáticos para estudantes. O serviço promete poupar algumas moedas de seus consumidores ao permitir acesso temporário a determinado conteúdo, com cópias físicas ou digitais. E tudo legalizado e rendendo pagamentos de direitos autorais aos donos dos materiais veiculados no site.

A companhia surgiu em 2001 por meio de três estudantes da Universidade Estadual de Iowa, nos EUA, mas só em 2005 se estruturou como uma empresa de fato. Apesar de já estar há alguns anos no mercado, ela se encontra atualmente em uma fase crescente, passou dos 300 funcionários e tem feito grande sucesso em seu país de origem.

2. Algorithms.io

(Fonte da imagem: Reprodução/Algorithm.io)

Escrever programas e aplicações exige diversos conhecimentos, como um certo domínio em algoritmos. O Algorithms.io é outra empresa apontada por especialistas como uma a ser observada pela proposta inovadora: a equipe por trás dela criou uma API que permite aos desenvolvedores trabalharem em aplicativos sem ter que escrever algoritmos.

Além disso, sua ferramenta pode servir para ajudar empresários na hora de avaliar o mercado. Ainda em fase de testes, ela faz uma combinação de gráficos e classificações para fornecer a informação para o seu usuário. A companhia se mudou para o Vale do Silício para participar do 500 Startups Accelerator, programa que concede US$ 250 mil, além de apoio técnico e operacional, a empresas com boas ideias ainda em fase inicial.

3. Whill

(Fonte da imagem: Divulgação/Whill)

A mobilidade de pessoas com dificuldade motora também é pensada no Vale do Silício. A empresa Whill, dirigida por um ex-membro do Nissan Design Center, apresenta uma cadeira de rodas motorizada a partir de um modelo de veículo eletrônico.

O equipamento, ainda em fase de testes, impressiona pelo design arrojado, com rodas menores. Ele é compacto e promete ser uma ajuda tanto para deficientes físicos quanto para idosos com dificuldade de locomoção, sendo perfeitamente utilizável em calçadas e espaços curtos.

A companhia, fundada em 2013, se mudou do Japão para o Vale do Silício também para participar do 500 Startups Accelerator.

4. Cloudera

(Fonte da imagem: Reprodução/Cloudera.com)

A companhia surgiu em 2009 e no ano passado levantou US$ 65 milhões por meio de financiamento de capital de risco. A empresa fornece soluções para gerenciamento de dados para empresas por meio de sua plataforma open source Hadoop.

A ideia é oferecer sistemas de busca para outras empresas que acabam se perdendo em meio a inúmeros fluxos internos de informação. A Cloudera oferece alguns aplicativos para melhorar esse quadro e é uma das mais bem-sucedidas startups surgidas nos últimos anos no Vale do Silício.

5. Drobo

(Fonte da imagem: Divulgação/Drobo)

Se um disco rígido portátil já pode ser útil, imagine então ter literalmente uma dúzia deles trabalhando para você. É exatamente este o serviço que a Drobo oferece, com uma família de dispositivos de armazenamento externo, com modelos que chegam a suportar até 36 TB em 12 HDs conectados a uma caixa moderna e discreta.

A solução, que traz um método de fácil manuseio e descomplicado para garantir a segurança de seus dados, que se integra inclusive a uma rede por meio de conexão USB, surgiu em 2004 e tem sede em San Jose. A Drobo oferece ainda reforço extra em software para controle desse mundaréu de dados.

6. GoPro

(Fonte da imagem: Divulgação/GoPro)

Câmeras prontas para serem equipadas em indumentárias como capacetes e coletes (ou instrumentos musicais) e prontas para gravar em situações pouco estáveis, digamos assim, sem perda de qualidade. Assim são as câmeras da GoPro, uma das empresas mais conhecidas desta lista.

Ela vendeu seu primeiro modelo em 2004 e em 2011 fez sucesso ao ser usada para registros durante os protestos que ocorreram na Líbia. No mesmo ano, uma arrecadação por meio de financiamento de risco (cujo valor não foi revelado) injetou um gás na empresa para ela crescer ainda mais. Prepare-se para ouvir falar ainda mais destes dispositivos nos próximos anos.

7. BugCrowd

(Fonte da imagem: Reprodução/BugCrowd.com)

A empresa é um dos grandes nomes na utilização do chamado “crowdsourcing software development”, cujo conceito é a participação de várias pessoas no desenvolvimento de algo, uma espécie de criação colaborativa.

A BugCrowd é mais específica e aplica o conceito na área de segurança, reunindo desenvolvedores e pesquisadores para vasculharem um serviço antes de ele ser lançado oficialmente em busca de falhas de segunrança. Ela já trabalha para nomes como Google e Facebook e também foi ao Vale do Silício para participar do programa 500 Startups Accelerator.

8. Pinterest

(Fonte da imagem: Reprodução/Pinterest)

Outro nome famoso da lista, o Pinterest também é uma startup de sucesso e que tende a crescer ainda mais. Em 2012, a rede social na qual você “prende” imagens em um mural arrecadou US$ 100 milhões por meio de um financiamento e ultrapassou o número de 10 milhões de visitantes únicos (valor quase 3.000% maior do que no ano anterior).

Se a concorrência com outras redes sociais é grande, como Facebook e Google+, 25 das 100 maiores empresas do mundo já têm conta no espaço. Isso é um grande um indício de que ele é levado a sério mesmo sem ter uma marca de peso como seus adversários diretos.

9. Evernote

(Fonte da imagem: Reprodução/Evernote.com)

Outra marca desta lista já relativamente consolidada no mercado em que atua é o Evernote. Um caderno de anotações digital no qual você pode guardar links e textos à vontade, podendo acessá-lo de outros PCs e ainda de dispositivos portáteis: esse é o serviço oferecido e que coloca a empresa entre as grandes apostas para os próximos anos.

A companhia já é uma gigante do setor, com seu produto sendo utilizado por mais de 65 milhões de pessoas em todo o mundo. Seus grandes destaques são a excelente qualidade em lidar com imagens em um texto e também um leque variado de aplicativos que trabalham integrados — além, é claro, do suporte multiplataforma. Fundada em 2009, ela é mais uma que deve crescer ainda mais nos próximos anos.

10. MessageMe

(Fonte da imagem: Reprodução/MessageMe.com)

A última companhia da nossa lista é a MessageMe, que oferece o aplicativo de mesmo nome e pretende ser a grande concorrente do laureado WhatsApp — e, por que não dizer, do bate-papo do Facebook, que também faz sucesso nos portáteis.

Com versão para Android e iOS, o serviço traz inúmeras ferramentas para compartilhamento de conteúdos, como vídeos do YouTube, localização no mapa, imagens e muito mais. Além disso, ele foi apontado por especialistas do mercado de financiamento de startups como “fonte de inspiração”.

. . .

O mercado de tecnologia é cada vez mais abundante, especialmente no Vale do Silício. Diversas empresas poderiam ter figurado nesta lista, mas as que colocamos aí são algumas das que devem se posicionar de forma ainda mais bem-sucedida no mercado ao longo dos próximos anos.

Você acha que alguma companhia que merecia estar aqui ficou de fora?

Cupons de desconto TecMundo: