Um grupo de pesquisadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte conseguiu uma façanha interessante: desenvolver um pequeno chip que, através de impulsos elétricos, consegue controlar remotamente uma barata.

O mais curioso disso, no entanto, é que, como mostrado no vídeo acima, a tecnologia utiliza um Kinect para monitorar a posição da barata com precisão e controlar seu movimento – algo equivalente a um “piloto automático”. O resultado é bastante eficiente (mesmo que não tão veloz quanto uma barata-robô): nos testes feitos pelo grupo, o inseto era redirecionado para a trilha sempre que se afastava de seu alvo.

Baratas de resgate

Embora a tecnologia seja impressionante, os pesquisadores não pretendem parar por aí. Segundo o Dr. Alper Bozkurt, coautor do projeto, em anúncio oficial feito pela universidade, eles pretendem incorporar “técnicas de mapeamento e radiofrequência que vão nos permitir usar um pequeno grupo de baratas para explorar e mapear locais de desastres.”

“O programa de piloto automático controlaria as baratas, enviando-as para as rotas mais eficientes para prover aos socorristas uma visão compreensiva da situação”, continuou Bozkurt. E você, já está preparado para ser salvo por uma barata-ciborgue no futuro?

Cupons de desconto TecMundo: