(Fonte da imagem: Photos By David)

Ataques militares, atentados terroristas ou mesmo acidentes com explosivos: quando uma bomba explode, muita coisa vai pelos ares. Quem está no raio de alcance do explosivo dificilmente consegue escapar e a única coisa que pode reduzir os danos é algum objeto capaz de minimzar a força da explosão.

Em um mundo que às vezes parece não caminhar para paz, materiais à prova de bombas, que conseguem fazer isso são cada vez mais bem-vindos. Veja agora uma lista de cinco desses compostos que podem ser cada vez mais úteis.

1. Concreto resistente à explosão

(Fonte da imagem: Dalibor Levícek)

Pesquisadores da Universidade de Liverpool parecem ter alcançado o feito de produzir um concreto semelhante àquele utilizado em qualquer obra do mundo, mas resistente a explosões. Ele conta com um maior teor de cimento e menos água do que as argamassas convencionais, além de ter areia de sílica em sua composição.

Porém, o grande trunfo deste concreto, o que realmente o torna “antiexplosão”, é a presença de uma série de pequenas fibras de aço. Isso dá ao material uma resistência de força de tração até 10 vezes maior do que a dos concretos convencionais. Ou seja, o material se torna muito mais flexível, tornando-o mais resistente a explosão.

2. Vidro à prova de quebra

(Fonte da imagem: Miuenski Miuenski)

Vidros blindados não são exatamente uma novidade e se tornam cada vez mais comuns em metrópoles como São Paulo e Rio de Janeiro, mas um vidro mais fino e que continua à prova de quebra, sim.

O Diretório de Ciência e Tecnologia do Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos desenvolveu um material desse tipo, bem mais fino do que os vidros blindados convencionais, porém igualmente resistentes. Isso permite o uso mais cotidiano dos vidros à prova de explosões.

3. Plástico indestrutível

(Fonte da imagem: Reprodução/BBC)

Você não deve saber disso, mas um plástico ultrarresistente já existe desde 1990. Foi no início da década de 90 que o inventor amador Maurice Ward falou a uma rede de TV britânica que tinha inventado o Starlite, um plástico indestrutível. O material era capaz de suportar temperaturas de até 1.000 °C e poderia ser aplicado em diversas superfícies para torná-las igualmente resistentes.

Entretanto, Ward faleceu em 2011 sem revelar muitos pontos do seu projeto, ou seja, a possibilidade de produção em larga escala tenha ido para o túmulo junto com ele. Apesar disso, ele garantiu em uma entrevista que sua família sabia do Starlite, levando-nos a outro ponto: o de esperar mais as informações sobre o plástico indestrutível sejam reveladas algum dia.

4. Tecido antiexplosão

(Fonte da imagem: Divulgação/Auxetix)

Pense em um tecido resistente a múltiplas explosões de carros bombas sem se romper. Pois assim é o Zetix, um tecido capaz de dispersar a energia das explosões por meio de uma estrutura interna construída com princípios augéticos. Isso quer dizer que, quanto mais você estica, mais o tecido estufa.

Ele conta ainda com poros que se abrem quando são pressionados, permitindo assim dispersar o ar da explosão sem se romper, mas eles não são grandes o suficiente para que detritos sólidos façam o mesmo. Assim, várias explosões podem literalmente parar diante do Zetix.

5. Papel de parede à prova de bombas

(Fonte da imagem: Reprodução/Berry Plastic)

Se tecidos, vidros e até concreto resistentes a explosões não forem o suficiente, há ainda a opção de revestir as paredes da sua casa com um material adesivo à prova de bombas. Desenvolvido por meio de uma parceria da Berry Plastics com o Corpo de Engenheiros do Exército dos Estados Unidos, o X-Flex é um revestimento plástico capaz de evitar que paredes desabem durante uma explosão.

Tudo o que você precisa fazer é aplicar uma camada deste material adesivo sobre a parede de tijolos, uma medida extra de proteção relativamente simples de realizar. Se forem colocadas duas camadas sobre uma parede, elas podem até interromper a trajetória de projéteis.

Cupons de desconto TecMundo: