(Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Talvez a sua ideia sobre LEDs ainda remeta a pequenas “lâmpadas” feitas de plástico e com baixa luminosidade. Bem, é melhor olhar novamente. Pesquisadores suecos conseguiram desenvolver LEDs tão finos quanto uma folha de papel.

De acordo com os envolvidos no projeto, uma nova técnica desenvolvida torna possível “cultivar” LEDs diretamente na superfície de folhas de papel, em camadas realmente finas — algo que, no futuro, poderia se transformar em um papel de parede com iluminação própria, por exemplo.

Eis o “truque”: nanorods (objetos em escala nanométrica) de óxido de zinco são depositados em uma camada fina de polidietilfluoreno, um tipo de polímero condutivo. “Essa é a primeira vez que alguém consegue construir componentes semicondutores eletrônicos e inorgânicos diretamente no papel utilizando métodos químicos”, afirmou Magnus Willander, um dos pesquisadores envolvidos no projeto.

As patentes do projeto encontram-se atualmente “pendentes”. De qualquer forma, é interessante imaginar as implicações de uma tecnologia assim... Para mais tecnologias de cair o queixo, fique ligado no Tecmundo.

Fonte: Science Daily

Cupons de desconto TecMundo: