A Coreia do Sul acaba de criar o que seria o Robocop da vida real (só que sem as armas superpotentes e que não realiza as cenas de ações vistas nos cinemas): trata-se do primeiro guarda-robô para atuar em prisões.

Ainda em fase de testes, segundo noticiado pela Reuters, o guarda carcerário tecnológico é equipado com câmeras 3D para observar as celas, além de possuir um software que o permite detectar mudanças de comportamento, acompanhando constantemente o estado emocional dos prisioneiros. 

Robô tem autonomia para observar as celas e se locomover pela prisão (Fonte da imagem: Reprodução/Reuters)

Criado para trabalhar de forma autônoma, o guarda-robô também pode ser comandado por humanos por meio de um iPad. Além disso — para ser ainda mais eficiente no controle dos detentos —, a qualquer sinal suspeito, ele aciona o alarme e avisa os demais oficiais.

Caso passe nos testes, o oficial high-tech substituirá os agentes carcerários para deixar as prisões da Coreia do Sul ainda mais seguras.

Cupons de desconto TecMundo: