(Fonte da imagem: Extreme Tech)

A IBM demonstrou nesta semana um transistor feito com nanotubos de carbono que tem apenas 9 nanômetros. O dispositivo é o menor já construído e desafia os limites da física. Para se ter uma ideia, os transistores de silício têm cerca de 11 nanômetros.

Além do tamanho reduzido, o transistor é capaz de alternar tensões muito baixas, com cerca de 0,5 volt, o que resulta em um consumo menor de energia. Além disso, ele pode transportar até quatro vezes mais do que os dispositivos atuais, ampliando a qualidade de sinal.

Assim como o grafeno, os nanotubos de carbono têm sido vistos pela indústria como os eventuais substitutos dos transistores de silício, devido às suas melhores qualidades técnicas. Contudo, a indústria ainda se depara com problemas para adotá-los em escala comercial, já que sua produção é mais complexa.

Cupons de desconto TecMundo: