Ampliar (Fonte da imagem: DigInfo TV)

Ao assistir filmes como “Eu, Robô”, é comum pensarmos de algum dia teremos veículos que se movem livremente, conseguindo andar para frente ao mesmo tempo em que se deslocam para os lados ou mesmo dar giros de 360° sem sair do lugar. Pois acabamos de dar mais um passo nessa direção, graças à criação de um grupo de pesquisadores da Universidade de Osaka.

O sistema, chamado Omni-Ball, funciona da seguinte forma: duas semiesferas que giram de forma independente são presas uma a outra em seu centro por um eixo que se move de maneira oposta e depois ligadas a uma haste, formando uma esfera que consegue ser movida por essa haste para qualquer lado. A ideia pode parecer estranha, mas basta ver o vídeo logo abaixo para perceber que na verdade é surpreendentemente simples.

Muito mais que uma roda

Além do uso mencionado anteriormente, a tecnologia ainda mostra que pode ter diversos outros usos. A partir da Omni-Ball, os pesquisadores também desenvolveram uma versão semelhante a ela para ser usada em um pequeno veículo robô, que eles nomearam como “Omni-Crawler”. O conceito utilizado em suas “rodas” é o mesmo, com a diferença de ser uma versão alongada da esfera.

De acordo com os inventores do mecanismo para o site DigInfo TV, a equipe também está desenvolvendo mais dois aparelhos usando o mesmo conceito: o primeiro seria o uso do Omni-Crawler como os dedos de uma mão robô, permitindo que objetos fosse segurados por ela com muito mais segurança. O segundo seria o uso disso em uma estrutura que agarraria itens ainda os mantendo estáveis, para depois devolvê-los na mesma forma em que estavam.

Mesmo sendo uma tecnologia ainda em desenvolvimento, a Omni-Ball e o Omni-Crawler apresentam um futuro promissor. Confira nossa galeria para ver mais informações sobre esses curiosos mecanismos.

Cupons de desconto TecMundo: