No mês de julho, o TecMundo teve a oportunidade de experimentar a 3 TOROS 2017, uma bicicleta elétrica top de linha fabricada pela empresa brasileira General Wings. Na época, aprovamos a qualidade de construção da magrela, que impressionava sobretudo pelo motor de alta potência (750W, o que lhe concede uma velocidade máxima de 45 km/h) e pelo design esportivo, que tem um forte apelo entre os amantes do estilo MTB 29er.

Porém, não satisfeita com seu portfólio de produtos, a marca acaba de anunciar mais uma novidade bem interessante. Estamos falando da FAT BIKE E.TANK, que, como seu nome sugere, enquadra-se na categoria das Fatbikes. Se você não sabe, Fatbikes são magrelas offroad, equipadas com pneus enormes, projetadas especialmente para encarar terrenos acidentados e instáveis.

Assim como a 3 TOROS, a E.TANK está sendo financiada de forma coletiva através do serviço Kickante — durante esse período, é possível reservar sua unidade pelo preço promocional de R$ 6.890 (o valor final será de R$ 9.890). Trata-se de um investimento relativamente alto, mas acredite: se você for entusiasta de ciclismo e quiser um veículo alternativo para se locomover nas cidades, esta é uma opção que você vai desejar conhecer.

Uma bicicleta "plus size"

A característica mais marcante da E.TANK é, de fato, o tamanho de suas rodas. A magrela usa pneus de 26 polegadas, mas com 4 polegadas (equivalente a pouco mais de 10 cm) de espessura. Esses aros concedem um visual agressivo e intimidador à bike, cujo design promete agradar aos fãs do estilo offroad — por mais que o modelo tenha sido projetado primariamente para uso urbano, se adequando ao asfalto esburacado das cidades brasileiras.

Embora seja bastante robusto, o veículo não é tão pesado quanto parece

O quadro (disponível nas cores grafite com laranja, branco com azul e verde com preto) possui o seat tube mais baixo em relação ao head tube, que é uma característica típica de bicicletas de montanha (MTB). A General Wings promete oferecer a bike em dois tamanhos: 18 e 20 polegadas. Embora seja bastante robusto, o veículo não é tão pesado quanto parece: são 25 kg (vale lembrar que a E-bike L, da LEV, pesa 27 kg).

Os freios são a disco e da marca Shimano — aliás, a empresa japonesa também foi a escolha para fornecer o câmbio, que é um modelo Alivio de oito marchas com trocadores rapid fire. A suspensão dianteira, item opcional, é um Mozo, que, embora não seja tão boa quanto a ProShock Onix Dark usada na 3 TOROS, se mostra eficaz o suficiente para uso cotidiano da bike como transporte urbano.

Especificações técnicas da FAT BIKE E.TANK

Motor e bateria

Como dissemos anteriormente, a E.TANK é equipada com um motor traseiro de 350W capaz de impulsionar o ciclista em uma velocidade máxima de 25 km/h, que é justamente o limite permitido nas ciclovias brasileiras. Sua potência pode ser ajustada em cinco níveis diferentes, e, para isso, basta usar um conjunto de três botões localizados ao lado da manopla esquerda. Um ciclocomputador indica o nível de assistência, velocidade atual e distância total percorrida.

 Pilotar a FAT BIKE E.TANK é uma experiência muito divertida e confortável

É importante comentar que o sistema elétrico se enquadra na categoria de Pedal Assistido — ou seja, o motor só funciona quando o ciclista estiver pedalando. Embora esse método não seja tão simples e prático quanto um acelerador no punho, ele é geralmente tem uma aceitação melhor entre os consumidores que gostam de praticar atividades físicas enquanto se locomovem e não desejam que o ato de andar de bicicleta perca a graça.

A bateria, que se destaca por ser um modelo slim, é extremamente discreta e tem quase a mesma espessura do down tube do quadro. Ela pode ser retirada caso o usuário queira transportá-la para efetuar o carregamento dentro de casa, bastando destravá-la com uma chave. Aliás, vale observar que são necessárias de cinco a seis horas para uma carga completa, que dá direito a uma autonomia média de 40 quilômetros.

Vale a pena?

No geral, pilotar a FAT BIKE E.TANK é uma experiência muito divertida e confortável. Embora seja uma magrela visualmente agressiva, sua velocidade reduzida a torna bem mais “obediente” e fácil de guiar, se comparada com a 3 TOROS. Além disso, graças aos pneus maiores e à suspensão de qualidade razoável, o ciclista mal percebe os buracos na via e consegue encarar quaisquer obstáculos que se apresentem em seu caminho.

Porém, vale notar que, assim como o último lançamento da General Wings, estamos falando aqui de um produto focado em entusiastas de ciclismo, que procuram um modelo que tenha design esportivo e possa ser usado também para fazer eventuais trilhas offroad. Posto que a marca tenha definido como público-alvo esse perfil bastante específico, podemos dizer que o valor sugerido da E.TANK não é tão absurdo assim. E você, investiria em um veículo desses?

Cupons de desconto TecMundo: