Chegamos ao quarto e último capítulo de nossa minissérie. Hoje, conheceremos o IdeaLocal, uma plataforma digital com foco em pequenos empreendedores, que propõe desenvolver novos negócios em bairros e comunidades locais e também a interessante proposta de arquitetos e designers de Curitiba para a reformulação das famosas estações-tubo, transformando-as em modernos pontos de ônibus autossustentáveis em energia. 

Caso você tenha perdido o que apresentamos nas últimas semanas, é possível ver as partes anteriores da matéria nos seguintes links: capítulo 1capítulo 2 e capítulo 3.

IdeaLOCAL

Voltado para moradores e empreendedores, o IdeaLOCAL é descrito por seus idealizadores como um projeto que tem como objetivo gerar comunicação e interação entre cidadãos que buscam melhorias para suas necessidades, e empreendedores que querem tirar suas ideias do papel, desenvolvendo novos negócios para o bairro. A iniciativa funciona como um canal de comunicação em uma plataforma digital, por meio de site e aplicativo para Android e iOS.

Formado pelo publicitário Rodrigo Robinson, pelo designer Diego Favoretto e pelas profissionais de marketing Carla Carboni e Bruna Wladyka o grupo por trás do programa se conheceu e desenvolveu a ideia estudando junto em uma turma de especialização em Gestão da Criatividade e Inovação.

“Muitas pessoas querem empreender em seus bairros, não tem conhecimento das reais necessidades e muitas vezes, por tanta burocracia, acabam desistindo. Por outro lado, a população precisa expor suas opiniões e necessidades”, explica Rodrigo.  “Assim, pensamos em criar um espaço em que empreendedores locais e os moradores de cada bairro pudessem se comunicar e serem agentes ativos no crescimento do comércio local.”

Pequenos negócios, grandes oportunidades

O objetivo principal do IdeaLOCAL é proporcionar desenvolvimento crescente dos bairros — através de um investimento certo de lucros no negócio — e, consequentemente, das grandes cidades. A população também seria beneficiada tendo o que necessita muito mais próximo da sua residência. “Queremos que a comunidade dê opiniões de melhorias, ideias, soluções para o bairro, assim cada bairro fazendo sua parte teremos uma cidade inovadora”, explica Bruna.

A proposta é que o portal, de forma geral, seja gratuito para cidadãos, mas que também haja uma versão paga para empreendedores que querem terem acesso a relatórios mais completos. Há obstáculos de implantação, entretanto, como a necessidade de uma regularização do projeto pelos órgãos responsáveis.

Outro desafio está na busca por patrocínio para o desenvolvimento do aplicativo e sua execução, uma vez que o IdeaLOCAL será gratuito para o usuário comum. “Estamos no estágio inicial do projeto, desenvolvendo o plano de negócios e em busca de investidores”, conta Carla. Se você deseja investir e contribuir com essa ideia, basta entrar em contato com a equipe do IdeaLOCAL através da fanpage do programa no Facebook.

Readequação das Estações-tubo

Curitiba, capital do Paraná, é conhecida, entre outras coisas, por possuir um dos sistemas de transporte público mais inovadores do mundo, o Bus Rapid Transit (BRT). Além de marca registrada da cidade, as chamadas estações-tubo são plataformas fundamentais para esse sistema, agilizando o processo de parada, embarque e desembarque dos ônibus biarticulados.

Entretanto, tendo sido projetada há mais de 20 anos, a estrutura dos enormes cilindros de vidro tem ficado obsoleta e cada vez menos funcional. Pensando nisso, um grupo formado por arquitetos, designers e publicitários está elaborando um projeto de readequação desses pontos de ônibus.

Paulo Souza, Maria Teresa Romanó, Rômulo Lass e Guilherme de Macedo propõem uma iniciativa que consiste na alteração das estações, de forma que a estrutura tubular — ícone turístico da cidade — seja mantida.

Benefícios para todos

“Entendemos que o sistema existente em Curitiba está praticamente obsoleto, devendo ter uma sobrevida em torno de cinco anos”, explicam. “O que queremos é minimizar os problemas existentes hoje, agregando valor, até que se chegue a novas soluções, que são mais caras e mais difíceis de implantar”.

A mudança praticamente dobraria o número de passageiros comportados nos tubos e traria soluções autossustentáveis para geração de energia, como placas solares no teto e de pressão no chão, alimentando o ar condicionado e calefação das plataformas.

Haveria também a inserção de um banheiro para o cobrador — que atualmente depende da boa vontade de estabelecimentos vizinhos para fazer suas necessidades durante o expediente. E, para atender o crescente aumento da demanda e melhorar o fluxo interno da estação, eles também têm pensado na mudança no esquema de embarque e desembarque dos passageiros, agilizando todo o processo.

Obstáculos

Contudo, há alguns desafios a se vencer antes de ver a ideia implementada. “Entendemos também que projetos assim, desenvolvidos por grupos independentes para resolverem problemas públicos, são de difícil implementação,” explicam. “Por depender muitas vezes do governo, a burocracia e os interesses políticos são barreiras a serem vencidas para ver o projeto acontecer.”

O grupo diz que atualmente está discutindo alguns pontos e vai partir para a fase de levantamento de custos e adequações para a viabilidade construtiva. Com sorte, se a iniciativa entrar em vigor, será possível vê-la em outros municípios também. “Nossa ideia é evoluir para uma estação padrão que possa ser aplicado em qualquer cidade.”

Para saber mais sobre o projeto, é possível acompanhar notícias sobre seu desenvolvimento no site da equipe ou através de sua fanpage no Facebook

O que todas essas iniciativas demonstram é que com diligência, colaboração e inteligência é possível construir um país melhor para se viver. O TecMundo aplaude esse exemplo de cidadania e agradece a colaboração de todos os inventores e desenvolvedores envolvidos nessa minissérie e deseja boa sorte na implementação de seus projetos. Até a próxima.

Cupons de desconto TecMundo: