O governo australiano confirmou hoje que, em algum momento a partir de junho, vai começar a cobrar um novo imposto sobre serviços de streaming pela internet e também sobre a compra de bens digitais, tais como filmes, música, ebooks e tudo mais. Isso deve afetar clientes de serviços como Netflix, Amazon e Spotify. Os preços de download de músicas no iTunes não devem mudar, já que a Apple já paga um imposto similar na Austrália.

A nova cobrança, que está sendo chamada de “Taxa Netflix”, será de 10% sobre o valor de cada compra. Portanto, os australianos devem começar a ver aumentos em suas assinaturas de streaming muito em breve.

De acordo com Joe Hockey, chefe do tesouro australiano, o governo vai entrar em contato com as empresas que oferecem esse tipo de serviço no país e perguntar se elas podem incluir a nova taxa direto em na cobrança de seus clientes. Essa é uma maneira de fazer o comércio de conteúdo digital gerar impostos localmente, já que a maioria das empresas provedoras é de fora. Hockey diz que companhias como Netflix já concordaram em embutir a cobrança na mensalidade.

A expectativa é de que o governo arrecade US$ 350 milhões (R$ 1,067 bilhão) em quatro anos com essa nova cobrança. Se tudo der certo por lá, pode haver interesse de governos de outros países para também inserirem taxas similares em cobranças de conteúdo por streaming. Será essa moda chega até aqui? Esperamos que não.

Cupons de desconto TecMundo: