Ashton Kutcher e Michael Fassbender foram alguns dos atores que já vestiram calças jeans, camisetas “turtlenecks” e óculos arredondados para interpretar Steve Jobs nos telões – e, se dependesse de Aeron Sorkin, escritor da biografia do então executivo para os cinemas, mais 10 filmes acerca do cofundador da Apple poderiam ser produzidos.

Fato é que a morte do empresário ainda movimenta o fabuloso mercado do entretenimento, e, para além de documentários e ainda mais longas-metragens, agora uma ópera com temática inspirada no ex-CEO da “Maçã” será criada. O anúncio foi feito pela Santa Fe Opera, grupo de teatro sediado no estado do Novo Mexico (EUA).

Sob o nome de “The (R)evolution of Steve Jobs” (ou “A (R)evolução de Steve Jobs”, em português), a apresentação musical vai contar com composições de Mason Bates e Mark Campbell. Segundo a companhia, aspectos das vidas pessoal e profissional de Jobs serão abordados pelos dançarinos e cantores. Personagens baseados na história de vida do executivo também vão fazer parte da peça.

Toda a glória e drama do legado de Steve Jobs será entoada pelo coral de artistas – até mesmo a rejeição de uma filha por parte do figurão deverá ser retratada pela Santa Fe Opera. O primeiro workshop da ópera será realizado em setembro deste ano, em San Francisco, com apoio dos conservatórios de música UC Berkeley e de San Francisco. Kevin Newbury irá encenar a peça, que será conduzida pelo maestro Michael Christie, diretor de música da Minnesota Opera.

O lançamento da ópera “The (R)evolution of Steve Jobs” será feito em algum momento de 2017.

Qual é a sua opinião sobre a forma como Steve Jobs tem sido retratado pelo cinema? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: