(Fonte da imagem: Divulgação/Apple)

Steve Jobs é um dos nomes mais conhecidos da indústria da tecnologia. Seis meses após sua morte, ele ainda movimenta muitas manchetes e histórias, pois ainda há muitos mistérios que envolvem a sua vida. Brent Schlender, um repórter que trabalhava para o Wall Street Journal e para a Forbes, cobriu 25 anos da vida de Jobs – um período que envolve diversos atos importantes do empresário.

Dezenas de fitas de entrevistas foram armazenadas pelo repórter. Agora, a Fast Company publicou uma entrevista com Schlender, que contou bastante sobre o que há nos materiais. O Tecmundo separou alguns dos itens mais importantes para que você também possa saber um pouco mais sobre o que pensava o grande nome da Apple.

Pixar: a revolução digital

O ex-CEO da Apple foi também um dos grandes responsáveis pela evolução da computação gráfica. Ele comprou a Pixar e investiu para que a empresa se tornasse referência em todo o mundo. Sobre os funcionários que já estavam por lá quando ele chegou, Jobs disse: “Esses caras estão muito à frente de nós nos gráficos. Eles estão à frente de qualquer um. Eu só sei que isso vai ser muito importante.”.

Jonathan Ive: o designer da Maçã

Tudo o que admiramos no design da maior parte dos aparelhos da Apple foi criado ou gerenciado por Jonathan Ive. Sobre trabalhar com Ive, Jobs dizia que não entendia como era possível fazer coisas melhores do que eles já haviam feito, mas eles conseguiam. “Nós sempre imaginávamos um outro jeito”.

Histórias X Hardware

Jobs disse a Schlender que a tecnologia da Apple esteve criando uma “camada sedimentar” nos últimos 20 anos. É ela quem será lembrada nas próximas décadas, quando a empresa  estiver com outros modelos, mas a base de consumidores já criada. Ele compara a marca ao filme “Branca de Neve” da Disney, que vendeu 28 milhões de cópias em 2001, quando foi relançado.

“Era um filme de 60 anos e meu filho estava assistindo e adorando”. Jobs disse que o hardware deve passar por algo parecido: “Eu não acho que alguém vai conseguir superar a Apple nos próximos 60 anos”.

Cupons de desconto TecMundo: