(Fonte da imagem: Divulgação/Microsoft)

Para toda a imprensa e para os consumidores, foi dito que a saída de Steve Ballmer da Microsoft teria sido uma decisão pensada pelo próprio CEO. Isso foi dito até mesmo para os funcionários da empresa de Redmond, mas a verdade é que a história pode ter sido bem diferente. Pelo menos é isso que vem sendo cogitado nos arredores da Microsoft, onde o clima de instabilidade já foi instaurado.

Nicholas Carlson, um jornalista do site Business Insider esteve por lá conversando com uma grande quantidade de funcionários da Microsoft e chegou a alguns pontos bem interessantes sobre a atual condição da companhia. Segundo as fontes dele — que o próprio jornalista afirma não serem de extrema relevância coorporativa —, Bill Gates estaria envolvido diretamente com a demissão de Ballmer.

Isso mesmo. Em vez da demissão voluntária do atual CEO, uma movimentação do conselho diretivo teria decidido que Ballmer não era mais importante no cargo ocupado. Os motivos para isso não foram revelados, mas é sabido que Gates está envolvido diretamente na busca pelo nome do próximo CEO da Microsoft. E também é sabido que esse nome deverá ser “aberto às sugestões” de Gates.

Por essa razão, não é de se duvidar que Stephen Elop (o atual CEO da Nokia) realmente seja levado para Redmond. Segundo muitas fontes, o perfil de trabalho dele se assemelha ao que Gates estaria procurando. Apesar das claras intenções de Bill Gates em voltar ao comando da Microsoft, é difícil que ele faça isso diretamente como CEO, mas não seria nada estranho ver ele bem perto do próximo nome máximo da empresa.

Cupons de desconto TecMundo: