A monarquia de um soberano da internet foi oficialmente encerrada nesta terça-feira (14). Autoproclamado o "Rei do Spam", o norte-americano Sanford Wallace foi condenado a dois anos e meio de prisão pela Justiça dos Estados Unidos, além de receber uma multa que totaliza US$ 310.628,55 (pouco mais de R$ 1 milhão).

O processo estava em andamento desde 2009, quando o próprio Facebook resolveu processar o criminoso. Ele foi considerado culpado em múltiplas acusações de fraude e atividade relacionada em conexão com correio eletrônico, danos intencionais a computadores protegidos, acesso à rede do Facebook e desobediência de ordem.

Não entendeu o último? Acontece que ele ainda confessou que desobedeceu determinação da corte, não se segurou e acessou o Facebook após ter sido proibido de usar a rede social ou manter um cadastro por lá.

O golpe do rei

Sanford foi o grande responsável por enviar cerca de 27 milhões de mensagens de spam no Facebook entre 2008 e 2009. E ele não era só um chato da rede social: o link contido no recado levava os usuários a uma página externa que era capaz de roubar os dados de acesso da vítima. Ele então utilizava esse cadastro para espalhar o spam para os contatos da pessoa e assim por diante — afinal, um endereço vindo de um conhecido tende a ser mais confiável.

A "dinastia" do rei do spam já é longa: desde 1991Wallace tem 47 anos e é morador de Las Vegas. Durante o julgamento, ele admitiu que criou uma conta falsa no Facebook chamada David Frederix e testava por ela o método automatizado de spam. O rapaz chegou a ganhar dinheiro com o golpe por conta do direcionamento de tráfego e do armazenamento de dados de usuários. Além disso, ele chegou a acessar a própria rede do Facebook diversas vezes para executar o esquema.

A "dinastia" do rei do spam já é longa: desde 1991 ele trabalha com lixo eletrônico, além de ter sido processado mais de uma vez pelo próprio Facebook, além de MySpace e AOL.

Cupons de desconto TecMundo: