Você se lembra de quando a Sony sofreu um violento ataque hacker e perdeu muito dinheiro, além de informações sigilosas? Pois é: ela continua sofrendo as consequências da invasão. Segundo processos preenchidos no tribunal californiano, nos EUA, a companhia fechou um acordo com ex-funcionários e vai desembolsar US$ 8 milhões (R$ 31 mi).

Como você pode notar nos documentos, a Sony vai reembolsar aos empregados os gastos que foram gerados a eles durante a época do ataque à empresa — muitos deles colocaram dinheiro do próprio bolso para proteger a própria identidade.

Por isso, a divisão dos US$ 8 milhões ficou da seguinte maneira: US$ 3,5 milhões (R$ 13 mi) para cobrir os custos de advogados e serviços, um fundo de US$ 2,5 milhões (R$ 9 mi) por causa de danos reais sofridos, US$ 2 milhões (R$ 7 mi) como reembolso pela proteção de identidade e US$ 10 mil (R$ 38 mil) para cada ex-funcionário.

Além do que ficou acertado, a Sony vai assumir um custo de dois anos sobre serviços de proteção de identidade para funcionários na ativa. Ainda, vai criar uma linha direta para atender vítimas do ataque hacker.

Você acha justo a Sony ser responsabilizada pelo ataque hacker? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: