O ataque hacker feito contra a Sony Pictures Entertainment tem gerado uma série de resultados indesejados à gigante da tecnologia (saiba mais aqui). E as consequências da ação criminosa não devem se limitar apenas à publicação de filmes inéditos. De acordo com o Guardians of Peace, grupo que se diz responsável pelos ataques, os emails dos empregados da empresa coletados irão ser publicados rede afora como “presente de Natal”.

Mas os funcionários da companhia têm uma escolha: quem não deseja ter suas mensagens veiculadas pela internet deve simplesmente fazer o pedido aos hackers. O aviso foi publicado pelos sites Pastebin e Friendpaste, ambos endereços dedicados ao compartilhamento de arquivos de texto. Aos empregados da Sony, os hackers fazem o seguinte alerta:

“Planejamos publicar os emails e [invadir] a privacidade dos funcionários da Sony Pictures. Se você não quer que sua privacidade seja invadida, nos envie seu nome e área de trabalho para que possamos remover seus dados”, informa o grupo responsável pelo ataque.

Links listados por demais sites de compartilhamento de arquivos sugerem também a existência de uma pasta com quase 6 GB que supostamente abriga os emails de Steve O’Dell, presidente da Sony Pictures Releasing International. “O ‘presente de Natal’ será a publicação de uma quantidade maior de dados. E isso será ainda mais interessante”, observam os hackers.

Sony pede silêncio por parte da mídia

Os executivos da Sony não se pronunciaram oficialmente acerca dos mais recentes ataques e ameaças feitos contra a empresa. Mas uma mensagem enviada aos principais sites de notícias do mundo tem deixado seu posicionamento bastante claro: escrita por David Boies, advogado que representa a companhia neste assunto, a carta pede silêncio por parte da mídia.

“[A Sony Pictures Entertainment] não autoriza a posse, revisão, cópia, publicação, disseminação, o upload ou download e uso de nenhum ‘dado roubado’ e solicita cooperação para a destruição de qualquer material [relacionado ao caso]”, estabelece Boies.  Significa que todos os portais responsáveis por mencionar a onda de ataques devem interromper a cobertura e apagar ainda todas as notícias relacionadas ao assunto.

E o que acontece com quem não cooperar com a empresa? “Se você não cooperar com este pedido, a Sony não terá outra alternativa a não ser responsabilizá-lo por qualquer dano ou perda causado em função do uso e publicação de dados feitos pelo seu site”, finaliza a carta.

Cupons de desconto TecMundo: