A Sony está em uma situação complicada depois de sofrer um ataque hacker pesado e, após o vazamento de dados pessoais e até filmes inteiros, ter os funcionários ameaçados pelos bandidos. Porém, a empresa não se deu por vencida — e preparou uma ofensiva contrária para tentar diminuir os danos causados.

De acordo com o Re/code, a empresa está usando a tecnologia como arma. Servidores inteiros localizados na Ásia estariam trabalhando para realizar ataques de negação de serviço (o popular DDoS) para derrubar sites que disponibilizaram os dados vazados da Sony. O serviço de nuvem Amazon Web Services é a plataforma escolhida, segundo as fontes.

Algo parecido estaria sendo feito nos sites que abrigam torrents com os filmes inéditos vazados pelos hackers: os servidores são inundados com tráfego, diminuindo drasticamente a velocidade dos downloads e o acesso a esses longa-metragens. Aparentemente, o cerco ao The Pirate Bay não tem nada a ver com isso, apesar da coincidência de datas.

Por enquanto, não há novas informações sobre quem são os responsáveis pelos ataques contra a Sony. A Coreia do Norte foi acusada, mas o FBI ainda não conseguiu determinar quem foram os autores. Só há uma certeza: a ação foi extremamente poderosa e sofisticada.

Cupons de desconto TecMundo: