Google Fotos estabelece limite diário para backups no Android

1 min de leitura
Imagem de: Google Fotos estabelece limite diário para backups no Android
Imagem: Shutterstock/Reprodução
Avatar do autor

Uma atualização recente do Google Fotos no Android eliminou a opção de desativar o backup de vídeos armazenados no celular por meio de redes móveis, que evitava gastar o pacote de dados de uma só vez, como relatou o 9to5Google na terça-feira (3). O recurso foi substituído pela possibilidade de definir um limite diário de consumo da franquia para esse tipo de tarefa.

Lançada em 2019, a opção de definir limite diário de dados para o backup de vídeos chegou primeiro à Índia e em países nos quais as conexões Wi-Fi não estão disponíveis em abundância. Mas agora, ela parece ter sido expandida pelo Google, aparecendo para usuários em todo o mundo.

Com essa nova alternativa, é possível escolher usar 5 MB, 10 MB ou 30 MB do pacote de dados móveis diariamente para salvar vídeos na plataforma da gigante das buscas. Também há a possibilidade de escolher não usar a franquia contratada e de utilizá-la de forma ilimitada, conforme as suas preferências e necessidades.

O limite diário para backup chegou ao app do Google Fotos para Android.O limite diário para backup chegou ao app do Google Fotos para Android.Fonte:  André Dias/TecMundo 

Outro botão disponível no novo menu permite ativar e desativar o upload automático dos arquivos enquanto o usuário estiver em roaming. Já a antiga função de fazer backup de vídeo apenas pelo Wi-Fi não aparece mais nas opções de configuração do Google Fotos no Android.

Atualizado por engano?

O lançamento global do limite diário de backup via dados móveis no Google Fotos pode ter ocorrido acidentalmente, de acordo com a publicação. Um dos motivos que leva a tal conclusão é a ausência de referências ao recurso na página de suporte da ferramenta de armazenamento na nuvem.

Além disso, os limites oferecidos por meio da função não podem ser modificados manualmente, ficando bastante restritos. Eles também são considerados muito baixos para os padrões dos Estados Unidos e da Europa, mercados nos quais os pacotes móveis costumam ser mais amplos, assim como o acesso às redes Wi-Fi.

A implementação apenas no Android é outro detalhe que chamou a atenção, com a versão para iOS continuando a permitir ativar/desativar o uso da rede do celular para a realização de backups. Procurado, o Google ainda não se manifestou a respeito da mudança.