Mozilla Firefox 95.0 é lançado na Microsoft Store: veja novidades

1 min de leitura
Imagem de: Mozilla Firefox 95.0 é lançado na Microsoft Store: veja novidades
Imagem: Mozilla
Avatar do autor

Um dos navegadores mais tradicionais do mundo, o Mozilla Firefox lançou na terça-feira (7) a sua versão 95.0, última deste ano. A atualização traz novos recursos e melhorias na segurança e privacidade, além de corrigir bugs e introduzir alguns patches de proteção. O programa também buscou aumentar sua compatibilidade com o novo Windows 11.

Dentro da nova política da Microsoft Store, a empresa de Redmond agora permite que empresas concorrentes coloquem os seus aplicativos diretamente na plataforma, para ampliar o leque de opções para os usuários. Assim, a versão 95.0 do Firefox pode ser baixada para download nativo diretamente da loja do Windows 10 e 11.

A instalação do Firefox 95.0 é feita de forma automática na maioria dos dispositivos que executam o navegador. Quem ainda não recebeu a atualização no desktop, pode conferir no Menu do Firefox em Ajuda > Sobre o Firefox para exibir a versão do navegador que está instalada atualmente. Se não for a 95.0, é possível executar uma verificação manual de atualizações.

O que há de novo no Mozilla Firefox 95.0?

Fonte: Mozilla/Reprodução.Fonte: Mozilla/Reprodução.Fonte:  Mozilla 

De acordo com o changelog divulgado pela Mozilla, a grande novidade da versão 95 do Firefox é um sandbox chamado RLBox, mecanismo de segurança projetado para "isolar subcomponentes para tornar o navegador mais seguro". Como acontece com grande parte do navegador, essa tecnologia foi desenvolvida através de uma parceria com pesquisadores da Universidade da Califórnia e da Universidade do Texas, nos EUA.

Baseado em uma nova arquitetura de segurança, o RLBox faz o isolamento dos sites visitados, separando o conteúdo (web) dos códigos originais dos diversos sites. Ao carregar cada site em seu próprio processo de sistema operacional, o navegador faz com que os usuários consigam se defender de sites maliciosos, que tentam acessar dados confidenciais através de outros sites visitados.

A versão traz ainda a opção de alteração do botão Picture-in-Picture para o lado oposto do vídeo e uma redução de energia no Mac OS X quando o navegador é usado em tela cheia.

Fontes