Windows 11: barra de tarefas não pode ser movida e fãs reclamam

1 min de leitura
Imagem de: Windows 11: barra de tarefas não pode ser movida e fãs reclamam
Imagem: Microsoft
Avatar do autor

O Windows 11 foi revelado oficialmente na última quinta-feira (24) e, desde então, o anúncio da Microsoft gerou tanto comemorações quanto diversas revoltas por parte da comunidade de usuários. Além da possível falta de compatibilidade com diversos modelos de CPU, outra fonte de reclamações é a impossibilidade de mover a Barra de tarefas (taskbar) de posição na nova versão do sistema operacional.

Na próxima versão do Windows, a barra com ícones e atalhos só poderá ficar na posição original e que já foi mostrada pela marca, ou seja, na parte inferior da tela. A região ainda não terá a seção "Pessoas", perdeu a possibilidade de ter áreas personalizadas por outros aplicativos e certos ícones na System Tray em alguns dispositivos.

A Área de Trabalho do Windows 11 com a barra de tarefas centralizada e na parte inferior.A Área de Trabalho do Windows 11 com a barra de tarefas centralizada e na parte inferior.Fonte:  Microsoft 

A mudança já era observada por usuários na build vazada e incompleta do sistema operacional, mas foi confirmada pela Microsoft em uma lista de especificações da plataforma.

Usuários que moviam a barra de tarefas para o topo ou uma das laterais da tela estão insatisfeitos, pedindo que a empresa volte atrás em redes sociais e mobilizando tópicos em subfóruns no Reddit. Ao menos por enquanto, não há indicativos de que a companhia libere a personalização do recurso.

Será que a empresa vai voltar atrás e permitir alterações na barra de tarefas? Deixe sua opinião nos comentários!