Microsoft Teams agora ajuda estudantes a melhorar leitura

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft Teams agora ajuda estudantes a melhorar leitura
Imagem: Microsoft Teams/Reprodução
Avatar do autor

O Microsoft Teams lançou uma ferramenta para auxiliar estudantes no processo de desenvolvimento da leitura. Nomeada Reading Progress (ou Progresso de Leitura, em tradução direta), a novidade permite que os usuários se gravem enquanto estão lendo. A partir desta gravação, são mapeados pontos de melhoria (como erros de pronúncia, por exemplo), taxa de acertos, entre outras métricas.

A ideia da ferramenta é servir de apoio não apenas para os estudantes, mas também para os professores, que poderão monitorar o desempenho e evolução de cada integrante da turma.

Aprendizado em tempos de pandemia

a  Unsplash/Reprodução 

Em um cenário normal, o ensino e acompanhamento da leitura seria feito presencialmente nas escolas, considerando uma série de aspectos, como a dicção do aluno, a velocidade e os erros cometidos.

Essa proximidade, contudo, foi afetada pela pandemia de Covid-19, que gerou a necessidade de implementação do ensino remoto. O Reading Progess surgiu, portanto, deste gap: a distância entre alunos e professores, que dificultou não apenas o aprendizado, mas também ensino.

A ferramenta entrou em fase de testes em outubro de 2020, com a colaboração de 350 professores e, antes do próximo ano letivo, será liberada gratuitamente para uso no ambiente escolar. Alimentada pela tecnologia Azure, também da Microsoft, a ferramenta é inclusiva. Dessa forma, o professor pode ajustar sua sensibilidade para alunos com distúrbios de fala ou dislexia.

Como funciona o Reading Progress?

Embora já tenhamos pincelado o funcionamento do Reading Progress, suas possibilidades são bem vastas. Como é possível ver no vídeo acima, divulgado pela própria Microsoft, a interface de leitura é tão intuitiva quanto possível e exibe apenas o texto que o aluno precisa ler — o que evita, portanto, possíveis confusões.

Os professores, que têm acesso a essas gravações, podem verificar exatamente quais palavras foram pronunciadas incorretamente, além das omissões e adições incorretas. Tudo isso é considerado na taxa de acerto, que também é exibida para o docente. O Teams ainda informa quantas palavras foram ditas por minuto, medindo, assim, a velocidade da leitura. Ao final da análise de desempenho, o professor pode enviar um feedback para o aluno pelo próprio Teams.

Até o momento, a novidade está disponível somente para usuários da língua inglesa, mas a Microsoft pretende incluir novos os idiomas compatíveis, bem como diferentes sotaques.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Microsoft Teams agora ajuda estudantes a melhorar leitura