Falhas no app 'Caixa Tem' são causadas por alta demanda, diz banco

1 min de leitura
Imagem de: Falhas no app 'Caixa Tem' são causadas por alta demanda, diz banco
Imagem: Caixa/Reprodução
Avatar do autor

As falhas no aplicativo Caixa Tem relatadas por usuários nos últimos dias estão relacionadas à alta procura, de acordo com o banco responsável pelo serviço. A plataforma é utilizada pelas pessoas que têm direito ao auxílio emergencial de R$ 600 disponibilizado pelo governo federal durante a pandemia do novo coronavírus.

Segundo a Caixa, o app chegou a registrar 20 milhões de transações em um único dia e, com esse enorme volume de acessos, apresentou algumas instabilidades. Para resolver os problemas, o banco tem trabalhado na implementação de melhorias tecnológicas, mas informa que ainda pode haver falhas nos momentos de maior utilização.

Além disso, uma nova versão do Caixa Tem foi lançada, para melhorar a navegação e gerenciar o acesso ao aplicativo. A prioridade será dada aos usuários inscritos no CadÚnico e que não indicaram conta bancária para receber o dinheiro do auxílio — os beneficiários do Bolsa Família e aqueles que já são correntistas da Caixa ou de outros bancos não precisam utilizar o app.

As falhas do app deixaram muitos usuários irritados.As falhas do app deixaram muitos usuários irritados.Fonte:  Freepik 

Outra medida anunciada foi a ampliação da capacidade de acessos simultâneos ao serviço, oferecendo uma previsão de atendimento para aqueles que não obtiverem o acesso imediato à plataforma, nos horários de grande demanda.

Saque sem cartão

A nova versão do app Caixa Tem trouxe ainda outra funcionalidade para os beneficiários do auxílio emergencial. Trata-se da função “saque sem cartão”, que permite a retirada do dinheiro nos caixas eletrônicos e nas casas lotéricas.

Basta procurar essa opção dentro da plataforma e efetuar a solicitação. Após o pedido, o usuário receberá um código autorizador no celular, com o qual poderá sacar o valor, sem a necessidade de utilizar cartão físico.

O banco definiu também um calendário de saque escalonado para a retirada do auxílio emergencial com a opção sem cartão, baseado no mês de nascimento do beneficiário. O objetivo é evitar aglomerações nas agências bancárias e lotéricas, situação que pode aumentar o risco de contaminação pela covid-19.

Confira o calendário:

  • Dia 27/4: nascidos em janeiro e fevereiro
  • Dia 28/4: nascidos em março e abril
  • Dia 29/4: nascidos em maio e junho
  • Dia 30/4: nascidos em julho e agosto
  • Dia 04/5: nascidos em setembro e outubro
  • Dia 05/5: nascidos em novembro e dezembro

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Falhas no app 'Caixa Tem' são causadas por alta demanda, diz banco