Xiaomi Mi 6 consegue rodar Windows 10 x64 completo

1 min de leitura
Imagem de: Xiaomi Mi 6 consegue rodar Windows 10 x64 completo
Imagem: Xiaomi/Divulgação
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Não é tão difícil encontrar casos na internet de pessoas que instalaram sistemas operacionais em dispositivos que foram projetados para rodar outros. Um caso recente mostrou o Xiaomi Mi 6, um smartphone lançado em 2017, rodando o Windows 10 x64 (64-bits) baseado em arquitetura ARM.

A instalação do sistema operacional da Microsoft é uma versão completa e compatível com a de computadores. Desta forma, é possível executar arquivos '.exe' ou de outras extensões também compatíveis.

Além do trabalho feito no software, isso foi possível porque o chipset utilizado pelo Mi 6 é um Qualcomm Snapdragon 835. Desde o Snapdragon 820, a Qualcomm tem agido mais diretamente para distribuir a sua plataforma também para computadores. A ideia é lançar chipsets potentes e com baixo consumo energético.

Durante o Snapdragon Summit 2019, evento que aconteceu em dezembro, a Qualcomm anunciou os novos processadores Snapdragon 7c e 8c dedicados a notebooks com Windows. Mas, no caso do Mi 6, estamos falando de um chipset também de 2017, ainda que seja da linha mais potente da fabricante.

Uma imagem divulgada no MyDrivers mostra o Mi 6 após a instalação desta versão do Windows 10, mais especificamente na tela que o sistema pede que o usuário conecte um teclado para concluir a configuração.

Usuário instala Windows 10 em smartphone Xiaomi Mi 6.Usuário instala Windows 10 em smartphone Xiaomi Mi 6.Fonte:  MyDrivers/Reprodução 

Não foram dados detalhes sobre a instalação do Windows 10 no Xiaomi Mi 6, tampouco divulgados vídeos mostrando o funcionamento do sistema no smartphone. Mas, claro, é notável o feito de um smartphone com mais de três anos conseguir rodar uma versão completa do Windows 10.

Anteriormente, de forma ainda mais inusitada, um programador instalou o Windows 10 IoT Core em uma calculadora também baseada na arquitetura ARM e com 256 MB de RAM.